PF investigará viagem de Lupi e Weverton

A Polícia Federal (PF) decidiu apurar o fato de o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, ter usado um avião alugado por um empresário em viagem oficial ao Maranhão em dezembro de 2009. De acordo com o Ministério da Justiça, a investigação será incluída no inquérito já aberto pela PF para apurar irregularidades em contratos da pasta. Reportagem de VEJA desta semana mostra que Lupi percorreu sete municípios do Maranhão para o lançamento de um programa de qualificação profissional no estado. Viajou a bordo de um King-Air branco com detalhes em azul, prefixo PT-ONJ, na companhia de três pedetistas e um convidado especial.

Os pedetistas eram o ex-governador do estado Jackson Lago, já morto; o então secretário de Políticas Públicas de Emprego, Ezequiel de Sousa Nascimento; e o então assessor de Lupi e hoje deputado federal Weverton Rocha. O convidado especial era Adair Meira, que chefia uma rede de ONGs conveniadas com o ministério. Foi ele, interessado direto no périplo de Lupi, quem ‘providenciou’ o avião. A Controladoria-Geral da União (CGU) aponta, desde 2008, uma série de irregularidades em convênios do Trabalho com entidades de Meira.

Em nota divulgada no sábado, o ministro negou que tenha viajado em avião alugado pelo presidente da ONG. Lupi disse que os deslocamentos realizados dentro do estado foram de responsabilidade do Diretório Regional do PDT do Maranhão, do ex-governador Jackson Lago, já falecido, e do deputado federal Weverton Rocha. O ministro não desmente, no entanto, o fato de Adair Meira ter integrado a comitiva.

Seja o primeiro à comentar em "PF investigará viagem de Lupi e Weverton"