Jogo de interesses na Assembleia Legislativa

Os deputados Hélio Soares (PP) e Léo Cunha (PSC) estão em uma intensa disputa pela atenção dos colegas parlamentares. Escreve hoje o jornalista Marco Aurélio D’Eça.

Soares quer antecipar em pelo menos um ano a data da eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa; Cunha propõe o fim do direito aos atuais dirigentes da Casa de pleitearem novamente os cargos.

Por trás da movimentação dos dois, uma intensa rede de interesses que envolve o atual comando do Legislativo e até o poder Executivo.

A ideia da antecipação da eleição não é nova – já foi usada na gestão de Manoel Ribeiro (PTB), na década de 90 – e visa beneficiar, além do próprio Hélio Soares, que é primeiro-secretário, também o presidente Arnaldo Melo (PMDB).

Corre nos bastidores que a base governista teria o deputado Carlos Alberto Milhomem (PSD) como candidato a presidente da Casa no próximo pleito. Ocorre que Milhomem ainda é suplente e precisaria assumir definitivamente o mandato para poder concorrer.

Com a antecipação, os aliados de Arnaldo Melo tiraria o adversário do páreo.

Mas é pouco provável que a antecipação seja aprovada – a menos que a votação ocorra na surdina. Na própria base de apoio a Melo há deputados que não concordam com a medida, sobretudo por que ela beneficia também o próprio Hélio Soares, cujo cargo é cobiçado por vários parlamentares que levaram o atual presidente ao poder.

O fim da releeição também tem poucas chances de ser aprovada, a menos que haja interesse aberto do governo no projeto.

E é com isto que Léo Cunha conta, ao contrário de Hélio Soares…

2 comentários para "Jogo de interesses na Assembleia Legislativa"

  • Marcelo

    O que acontece é que aqueles deputados quie trairam a governadora Roseana Sarney e derrubaram o Ricardo Murad querem permanecer nos seus carguinhos na meses e não estão satisfeitos com o presidente Alnaldo Melo. Eles querem tirar o Arnaldo, mas nem pensar em perder a boquinha deles. Um detalhe essa turminha se elegeu falando no fim da reeleição. Esse é o grande jogo de interesses como você bem diz.

  • Felipe

    Parabéns é isso mesmo uma vergonha eles não sabem o que querem, ou melhor sabem sim.