Quem quebrou a Caema?

Desde que me entendo por gente ouço que a Caema (Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão) está quebrada. E até hoje quem é lembrado como o primeiro grande malversador da estatal maranhense é o ex-deputado Aderson Lago. Assim contam os mais velhos.

Contudo, é difícil aceitar que somente o ex-todo-poderoso secretário chefe da Casa Civil do governo Jackson Lago teria competência suficiente para quebrar a Caema sozinho.

Por isso, é mais do que oportuno (é necessário e urgente) a convocação da atual diretoria da empresa para prestar esclarecimentos na Assembleia Legislativa, não somente sobre a palhaçada do reajuste abusivo de aproximadamente 87% nas tarifas de água, mas, quiçá, para tentar explicar em que momento exatamente começou o infortúnio de Caema. E quem sabe não seria profícuo também convocar alguns ex-presidentes da empresa, hein?

O fato é que a Caema segue sangrando e causando, além de raiava nos consumidores, doenças à população pela falta de esgotamento sanitário, acidentes de automóveis por conta de boeiros destampados, incômodo pelo fedentina doe esgotos a céu aberto, enfim, uma lástima!

Não é possível que não haja uma solução para que a Caema se transforme numa empresa séria e prestadora de serviços de qualidade.

Talvez uma das alternativas, não somente essa, seria passar a estatal para ser gerida pela secretaria das Cidades, além da implantação de um eficiente plano de recuperação dessa empresa que possui bons quadros, mas que ao longo da sua existência foi contaminada por corpos estranhos que só serviram para meter a mão no cofre.

Blog do Robert Lobato (Falta d’água no Lira. Foto: O Estado)

3 comentários para "Quem quebrou a Caema?"

  • Paulo da Cohama

    CPF NA NOTA FISCAL

    LEIAM DEVAGAR E PROCUREM CAPTAR OS DETALHES DESTA TRAMA
    No mês passado, o Governo do Distrito Federal iniciou um programa para
    incentivar as pessoas a exigirem a Nota Fiscal no ato de cada compra.

    O negócio funciona mais ou menos assim: Você está no restaurante, acabou de
    fazer sua refeição e vai até o caixa pagar a conta. Neste instante, você
    menciona que deseja a Nota Fiscal da sua refeição. Então o operador solicita
    seu CPF (sem CPF não funciona) e emite a nota. Você guarda esta nota e
    posteriormente (após uns 2 meses), pode consultar um site da Secretaria da
    Fazenda. Lá vão constar todas as notas que você solicitou, bem como um
    Crédito a seu favor. Esse crédito que o governo vai conceder a você, será
    usado para diminuir no valor de impostos, como o IPTU e IPVA.

    Mas é importante lembrar apenas que a proporção é mais ou menos assim: de R$
    400,00 em ICMS (e não sobre o valor do total gasto) você vai ganhar o
    desconto de R$ 1,00. Ou seja, para que vc ganhe esse R$ 1,00 vc deverá
    acumular, em gastos, mais de R$ 1.500,00. Está em dúvida? Faça o teste!

    Olha a pegadinha ! ! ! Preste muita atenção na jogada do governo.
    Você pede a Nota Fiscal, o restaurante paga mais ICMS para o governo. . .

    _”Ah! Mas eu vou ganhar um desconto no meu IPVA !” É verdade.
    Você ganha um desconto de R$ 1,00 e paga R$ 10,00 a mais nos seus impostos.
    Que vantagem Maria leva? Além disso o governo agora estará controlando sua
    vida, seus gastos, etc.
    Cada nota que você pede, você fornece seu CPF, logo o governo tem condições
    de avaliar quanto foi sua verdadeira renda (independente dela ser formal ou
    informal). Se você gastou e pediu Nota Fiscal, é porque você tinha dinheiro.
    E se você tinha dinheiro é porque você ganhou. E se você ganhou, você tem
    que prestar contas ao “Leão”. Consequentemente, isso vai acabar gerando mais
    Imposto de Renda para cada um de nós.
    Note que essa jogada não é só do GDF. É uma iniciativa do Governo Federal
    juntamente com todos os estados do Brasil. Tudo está acontecendo
    sorrateiramente.

    Sem que ninguém perceba, o governo está assumindo o controle total sobre a
    vida financeira de cada cidadão. Tenho fé, que ainda possamos perceber e
    escapar dessa armadilha.

    DIGA NÃO à Nota Legal. Não temos SAÚDE, não temos EDUCAÇÃO, não temos
    TRANSPORTE COLETIVO E AINDA VAMOS PAGAR MAIS IMPOSTOS… ESTÁ BEM CLARO,
    ELES FICARAM SEM A CPMF E LOGO CRIARIAM ALGO SIMILAR… E ESTA É AINDA
    PIOR, POIS CONTROLA SUA VIDA… LHE DÁ FALSO PODER DE DESCONTO… TUDO UMA
    GRANDE JOGADA…. FAÇA SUA PARTE E DIGA NÃO AO PROGRAMA NOTA LEGAL.

    Já somos “escravos” do governo, por ter que trabalhar 4 meses de cada ano só
    para pagar impostos (sobram apenas 8 meses para sustentar a família).
    Imagine se eu permitir que o governo tenha controle total sobre minha vida.
    Aí que eu vou ver o que é ser “escravo”!

  • Fábiano

    MUITO INTERESSANTE A SUA ANÁLISE, REALMENTE FICAM SEMPRE NESTE DISCURSO E NÃO PROCURAM FAZER COM QUE A CAEMA PASSE, DE FATO A PRESTAR UM SERVIÇO DE QUALIDADE. ESSA PERGUNTA QUE VOCÊ FAZ DEVERIA MEXER COM OS RESPONSÁVEIS PELA EMPRESA E SÃO TODOS, AFINAL É UMA EMPRESA DO ESTADO.

  • hailton

    acho que foi eu!