TIM é multada por má qualidade nos serviços

O Procon-MA multou a operadora de telefonia móvel TIM Celulares S/A em R$ 239.205,64 em julgamento de recurso administrativo apresentado pela empresa, ocorrido nesta terça-feira (2). O motivo são as constantes paralisações de seus serviços, ocasionando transtornos e prejuízos a usuários.

A empresa já foi notificada para efetuar o pagamento da sanção aplicada no prazo de 10 dias. O Procon-MA informou que o não recolhimento da multa no prazo de 30 dias acarretará na inscrição do débito em dívida ativa do Estado, para subseqüente cobrança executiva, além da possibilidade de inscrição da empresa no SPC/Serasa.

6 comentários para "TIM é multada por má qualidade nos serviços"

  • hailton

    sera que a OI e de SARNEY, porque o serviço da OI e muito pior e ninguem multa !

  • Joaquim Aguiar

    ESTAS MULTAS SÃO APENAS MEDIDAS ADMINISTRATIVAS NÃO RESOLVEM NADA . TECNICAMENTE OS PROBLEMAS CONTINUAM . A ANATEL TERIA QUE APLICAR AS PENALIDADES PREVISTAS EM NORMAS COBRANDO EXPANSÕES . POR OUTRA OS USUÁRIOS TAMBÉM DEVEM RECLAMAR PARA A ANATEL . O GRANDE PROBLEMA CHAMA-SE CONGESTIONAMENTO DA REDE AS OPERADORAS VENDEM MUITOS SERVIÇOS E NÃO AMPLIAM A REDE NA MESMA PROPORÇÃO .

  • Joaquim Aguiar

    LI AGORA A TARDE NO ESTADO JUSTIFICATIVAS DA OPERADORA ATRIBUINDO AS ÁREAS DE SOMBREAMENTO COMO SENDO AS RESPONSAVEIS PELAS FALHAS . CONFORME ABAIXO VÁRIOS FATORES PODEM CONTRIBUIR SENDO TODOS VOLTADOS PARA O PROJETO PODENDO SEREM EVITADOS OU CORRIGIDOS . AS CHAMADAS ÁREAS DE SOMBREAMENTOS PODEM SER EVITADAS . OCORRE QUE ESTES PROJETOS NÃO SÃO FISCALIZADOS RIGOROZAMENTE PELA ANATEL .
    QUANDO DA ELABORAÇÃO DO PROJETO OS TESTES DE CAMPO DE ACORDO COM AS TOPOGRAFIAS DAS ÁREAS DEFINEM A MELHOR ZONA DE PROPAGAÇÃO CONSEQUENTEMENTE POTENCIA DO SINAL , FREQUENCIA UTILIZADA , ALTURA E LOCALIZAÇÃO DAS ANTENAS ,TIPOS DE ANTENAS E SENSIBILIDADE DO RECEPTOR . COM CERTEZA TEM ERROS DE PROJETOS E CONGESTIONAMENTO DAS REDES RESPONSAVEIS PELAS FALHAS .
    Estrutura Celular
    As áreas de coberturas a serem atendidas por um serviço de telefonia móvel são dividas em células hexagonais, que são iluminadas por estações radiobase (ERB) localizadas no centro das mesmas. A ERB faz a comunicação entre o terminal móvel (TM), que podem ser celulares, pagers, etc., com a CCC (Central de comutação e controle), que por sua vez realiza as ligações.

    Alguns fatores definem a extensão da área de cobertura de uma ERB [5]:
    Potência de saída aplicada na antena;
    Banda de freqüência a ser utilizada;
    Altura e localização da antena;
    Tipo de antena;
    Topografia da área;
    Sensibilidade do receptor.

    As ondas se propagam em uma linha reta, chamada de linha de visada, a partir da ERB. Há casos onde o usuário não possui visada direta com a ERB, devido grandes obstáculos. Essas áreas sem cobertura são chamadas de área de sombra.
    O efeito de sombreamento causado por essas áreas sem coberturas é minimizado pelos prédios em grandes cidades, devido à capacidade de refração e reflexão das ondas de rádio transmitidas, e por uma grande quantidade de pequenas células nessas regiões.

  • Joaquim Aguiar

    OS ESPECIALISTAS SABEM QUE AS ONDAS NA TELEFONIA CELULAR SE PROPAGAM EM VISADA DIRETA . AS CCC’S , ERB’S TORRES E ANTENAS ESTÃO ISNSTALADAS HÁ ANOS NOS MESMOS LOCAIS ALTURAS E POSIÇÕES .OBSERVEM QUE EM ALGUNS LOCAIS O SINAL É MELHOR EM OUTROS PIOR A CIDADE TEM CRESCIDO MUITO , PREDIOS E CONDIÇÕES CLIMATICAS . A TOPOGRAFIA TEM MUDADO COM FREQUENCIA EM FUNÇÃO DESTES FATORES . ALÉM DOS CONGESTIONAMENTOS OS PROJETOS PRECISAM SEREM REVISTOS ,SEREM FEITOS NOVOS TESTES DE PROPAGAÇÃO PODEM ESTÁ HAVENDO OBSTACULOS NA PROPAGAÇÃO DAS ONDAS CONSEQUNETEMENTE GERANDO FALHAS . SÃO ESTAS SITUAÇÕES QUE PRECISAM SER CORRIGIDAS PELAS OPERADORAS . A ANATEL PRECISA PARTICIPAR DESTE PROCESSO.

  • Joaquim Aguiar

    MAIS INFORMAÇÕES SOBRE CAUSAS QUE PODEM PREJUDICAR O SINAL CELULAR . PARA EVITAR OU MINIMIZAR ESTES PROBLEMAS OS PROJETOS PRECISAM SER MUITO BEM ELABORADOS :
    Fatores que afetam a propagação
    Teoricamente, as ondas eletromagnéticas podem trafegar indefinidamente pelo espaço se desimpedidas, mas alguns fatores podem afetar a propagação (SMIT, 1987), conforme descrito a seguir.
    Absorção
    É o Processo pelo qual as ondas se chocam com obstáculos, prédios e grandes construções, por exemplo, resultando em absorção e conversão das ondas em calor ou em outra forma de energia. O grau médio de absorção pode determinar o quanto a onda será absorvida ou refletida.
    Refração e Reflexão
    Dependendo do meio onde se propaga a onda eletromagnética, esta pode ser refratada ou refletida. Ondas refletidas ou refratadas mudam a velocidade de propagação quando passam por meios diferentes. Por exemplo, as ondas que se movem do espaço livre para o vidro mudam a direção de propagação, isto é, refratam dependendo do valor do índice de refração do material. Além disso, uma porção das ondas pode ser refletida. Também ocorrem mudanças no índice de refração atmosférico quando há diferenças de temperatura, pressão e umidade no meio. Um efeito adverso da refração atmosférica é a probabilidade de uma onda ser transmitida além da área que foi projetada, isso irá causar interferências. Quando as ondas mudam seu percurso, a área de cobertura é alterada. Como as ondas vão de um ponto a outro é fácil encontrar regiões que facilitam o acontecimento deste fenômeno.
    Difração
    Quando uma onda passa ao redor de um obstáculo e muda sua trajetória ocorre o fenômeno da difração. A figura 6 ilustra como isto ocorre. Na ilustração, a linha de visada do sinal é interrompida por um prédio. A BTS ficaria inacessível neste momento, entretanto, pelo princípio de Huygens (1629-1695), cada ponto de obstáculo que a onda contorna pode ser considerado uma nova fonte de onda secundária (ERICSSON, 2000). Além disso, como o sinal alcançou o objetivo, uma nova onda é formada, a qual busca a EM para completar a transmissão do sinal.
    Ambientes de propagação
    Os ambientes de propagação podem ser classificados como:
    Urbanos: Quando se encontram em grandes cidades, regiões metropolitanas com predomínio de altas edificações;
    Suburbano: Ambientes residências com predomino de baixos edifícios;
    Rural: Caracterizados por regiões com baixas densidades demográficas, onde a população fica dispersa em grandes áreas como sítios, chácaras e fazendas;
    Interior de casas e edifícios (indoor): Tratados de maneira diferentes dos ambientes descritos anteriormente, pois são externos e as ondas têm maior facilidade de percorrê-los. Estes locais são alvo de muito estudo atualmente, pois é o local onde os aparelhos celulares são mais utilizados, entretanto a grande quantidade de obstáculos, como paredes e lajes atenuam o sinal fortemente e o serviço funciona de maneira ineficaz em muitas ocasiões.
    Fenômenos aleatórios
    Durante a transmissão de sinal de um ponto a outro a onda varia sua potência com o tempo, mesmo que a potência do sinal emitido se mantenha constante. Este fenômeno recebe o nome de desvanecimento (NETO, 2005). Este fenômeno refere-se à perda de energia do sinal em função de obstáculos e da mobilidade do usuário. No ambiente de propagação da rede celular há obstáculos móveis, como veículos, que mudam de posição aleatoriamente (PORTELA, 2009).
    Ele pode ser:
    Lento: Quando ocorre em longo prazo e é causado por edifícios no ambiente; ou
    Rápido: Devido à propagação por multipercursos, o sinal varia rapidamente em relação a pequenos deslocamentos do móvel.

  • Joaquim Aguiar

    A TELEFONIA MÓVEL CELULAR QUE É ORIUNDA DA TELEFONIA RURAL TEM EVOLUIDO BASTANTE MAIS AINDA HERDA MUITAS DEFICIENCIAS PRINCIPALMENTE A FORMA E MEIOS DE PROPAGAÇÃO DO SINAL . O SINAL ESTÁ SUJEITO A MUITAS EXPOSIÇÕES DE OBSTÁCULOS E INTERFERENCIAS . EM UMA LINGUAGEM TÉCNICA BEM SIMPLES A TELEFONIA RURAL TINHA MUITAS LIMITAÇÕES E A TELEFONIA MÓVEL CELULAR APESAR DO CONFORTO AINDA PRECISA MELHORAR BASTANTE . JÁ SE FALA EM BANDA 4G QUE DEVERÁ SER LANÇADA EM 2013 PELA CHINIZA ZTE. COM TODOS ESTES PROBLEMAS MAIS O CONGESTIONAMENTO DAS REDES TUDO FICA MUITO PIOR . NA VERDADE AS REDES PRECISAM PASSAR POR UMA FORTE INSPEÇÃO TÉCNICA.