As apostas de Vasco e Coritiba

Vasco

Ricardo Gomes diz que missão é abrir o placar

Na final da Copa do Brasil, o Vasco tem a vantagem de jogar pelo empate, já que venceu o primeiro jogo em São Januário por 1 a 0. No entanto, engana-se quem pensa que o time irá ter uma postura defensiva contra o Coritiba, nesta quarta-feira, às 21h50m, no Couto Pereira. Ricardo Gomes já deixou claro que o Vasco tem uma missão ao entrar em campo: marcar um gol. Caso aconteça, o Coxa teria de marcar pelo menos três gols para sair com o título.

Ricardo Gomes sabe bem que esse gol deixa a vantagem vascaína ainda melhor. Isso poderia aumentar o nervosismo dos jogadores e da torcida rival, o que só seria benéfico ao seu time. E é por isso que mesmo podendo adotar uma postura mais sóbria, ele quer que a agressividade aliada com técnica mostrada diante do Avaí em Florianópolis (veja os gols no vídeo acima), na semifinal da Copa do Brasil, seja repetida.

– Nossa conta é muito simples: temos de fazer um gol. O objetivo é o mesmo da partida contra o Avaí, apesar de desta vez termos a vantagem do nosso lado. Independentemente disso temos de manter a postura agressiva que nos fez chegar até aqui – afirmou.

Apesar do desejo, Ricardo Gomes sabe bem que a partida não vai ser fácil. Para ele, as duas equipes que disputam o título foram as mais regulares e merecem estar onde estão. E, para complicar ainda mais, são times com características parecidas de jogo. Apesar de tudo, ele espera um final feliz para o Vasco.

– Assim como o Coiritba, temos um jogo coletivo bem desenvolvido. Os times se parecem até na falta de individualidades pronunciadas. Ambos fizeram boas campanhas, mas tomara que a gente consiga levar vantagem. Espero que no jogo seja mais um bom momento para nós nesta temporada. É a hora de fazermos um algo a mais na temporada – afirmou.

Coritiba

Marcos Aurélio é a esperança do Coritiba

O Coritiba conquistou 24 vitórias seguidas na temporada, bateu o recorde nacional – que era do Palmeiras de 1996 – conquistou o título estadual e chegou à fase final da Copa do Brasil. Porém, o time caiu de rendimento e sofreu quatro derrotas na temporada. As quatro derrotas foram sem o atacante Marcos Aurélio, que sofreu uma lesão na coxa e desfalcou a equipe nas últimas seis semanas.

Com o atacante em campo, a equipe paranaense tem incríveis 93,9% de aproveitamento, com 20 vitórias e dois empates. Porém, quando o atleta de 27 anos foi desfalque, o desempenho caiu quase 30%. Sem Marcos Aurélio, o Alviverde perdeu quatro partidas – foram ainda oito vitórias e um empate. Coincidência? Não, segundo o técnico Marcelo Oliveira, que rasga elogios ao jogador.

– O Marcos Aurélio é um jogador criativo, que pode decidir o jogo numa jogada. Um jogador muito técnico, tem um bom entrosamento.

Recuperado de lesão, o invicto Marcos Aurélio voltou a treinar forte na semana passada. O jogador deu voltas no gramado, participou de atividades mais intensas e até de coletivos.

Marcelo Oliveira reconhece que o atacante ainda não está 100% fisicamente, mas admite escalá-lo mesmo assim.

– Vamos escolher aqueles que a gente entende que, para esse jogo estrategicamente, sejam os melhores – disse o comandante alviverde nesta terça-feira, no CT da Graciosa.

O técnico Marcelo Oliveira deve divulgar se Marcos Aurélio começará entre os titulares ou no banco de reservas apenas momentos antes da decisão.

Globoesporte.com

Uma resposta para "As apostas de Vasco e Coritiba"

  • RIBAMAR

    VAI SER EMPATE DE 1 A 1. VASCÃO CAMPEAO.