Padre larga batina após engravidar secretária

O relacionamento amoroso entre um padre e uma secretária abalou a comunidade católica de São José de Ribamar. O religioso em questão é o padre Edvaldo Teixeira, pároco solidário da cidade, que, segundo fontes ligadas à Igreja, engravidou uma funcionária do santuário, durante um tórrido romance, e afastou-se da vida sacerdotal. O assunto vinha sendo mantido no mais absoluto sigilo e a versão que circulava até então era de que o padre pedira um tempo para cuidar de questões pessoais, da saúde e passando a se dedicar mais aos estudos.

Apesar da tentativa da Igreja de ocultar o fato, são muitas as fontes que garantem que a história é verídica. Uma das informações obtidas pelo BLOG do jornalista Daniel Matos foi de que o processo de desligamento do padre Edvaldo já teria sido aberto, a pedido dele próprio, que resolveu assumir o relacionamento e a paternidade da criança.

O jornalista também apurou que a secretária foi afastada das funções tão logo o fato veio à tona. A mulher, identificada como Célia, também costumava atuar como cantora em celebrações e demais eventos promovidos pela Igreja Católica em São José de Ribamar. Natural de São José de Ribamar, ela continua morando na cidade. Edvaldo, por sua vez, nunca mais foi visto no município.

Em seu blog (leia), a Pastoral da Comunicação da Paróquia e Santuário de São José de Ribamar publicou texto informando que o padre Edvaldo Teixeira “pediu um tempo de suas atribuições pastorais por questões pessoais, para cuidar da saúde e também da vida acadêmica”, que estaria muito atribulada. No mesmo texto, a Pastoral da Comunicação pede aos fiés que incluam o nome do religioso em suas orações.

Ainda de acordo com fontes do jornalista Daniel Matos, não foi a primeira vez que o padre se envolveu em casos amorosos. Quando o santuário ainda tinha à frente o padre Bráulio Aires, Edvaldo, que atuava como auxiliar, chegou a ser devolvido à Diocese pelo então chefe, mas, de forma inexplicável, retornou a São José de Ribamar.

Em contato por telefone com o santuário, o jornalista Daniel Matos obteve a informação de que o padre estaria viajando, sem previsão de retorno.

4 comentários para "Padre larga batina após engravidar secretária"

  • Ana Lúcia

    A Ãrquidiocese de São Luís não vai dizer nada? Não vai falar a verdade?

  • Braid Ribeiro

    Zeca

    O sentimento é o caminho para a fé, a igreja é consciente desta duas corrente do amor, o nosso padre não cometeu nenhum pecado, a igreja é a favor do amor independe e com fé. Meu irmão ame e deixe os seus sentimentos caminhar ao lado do seu amor.
    Braid

  • Cleber

    Este padre não fez nada de errado.
    Padre é homem, um ser humano como outro qualquer.
    Ninguém nasceu para viver sozinho.
    Seja Feliz padre!!

  • Lúcio

    É melhor que ele largue mesmo a batina se ele quer ter uma família e ter filhos. Não pode ser condenado por isso, mas precisa assumir publicamente.