Árbitro na Justiça contra Pereirinha

O Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado do Maranhão divulgou uma nora repudiando as declarações do presidente do Iape, vereador Isaías Pereirinha no último domingo quando acusou o árbitro Juscelino Souza Santos de receber dinheiro para favorecer o Sampaio. O Safema já deu entrada num pedido de apuração na Justiça Desportiva e na Justiça Comum.

Leia a nota na íntegra

O Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado do Maranhão (SAFEMA) discorda totalmente das acusações feitas nas emissoras de Televisão e Rádio desta cidade pelo presidente da Câmara de São Luís e presidente de honra da equipe do Iape Futebol Clube, vereador Sr. Antonio Isaías Pereira ao árbitro Juscelino Souza Santos.

Infelizmente as mesmas desculpas voltam à tona após um fracasso em campo. O Iape que perdeu o jogo para o Sampaio Corrêa, no domingo passado pelo Campeonato Maranhense desfere sua raiva no árbitro da partida ao invés de procurar solucionar seus problemas. A incompetência dentro de campo supera os erros que por ventura aconteçam. Transferir responsabilidades e acusar a pessoa do Árbitro Juscelino Sousa Santos é no mínimo falta de inteligência.

Quando seu presidente de honra cita uma falta “inexistente” e o “acréscimo” do tempo da partida esquece de citar que o presidente do Imperatriz reclama de um pênalti não marcado por esse mesmo árbitro quando o Iape venceu de 1 x 0 em Imperatriz. Não cita que nos acréscimos venceu a equipe do Moto Club por 2 a 1. Também não cita a incompetência dos seus jogadores nas finalizações das jogadas para fazer os gols.

Nas rádios presentes no estádio Nhozinhos Santos, alguns cronistas e comentaristas concordaram com a marcação da falta e outros não. Acusar o árbitro Juscelino Sousa Santos da forma como foi feita em todas as funções dentro e fora de campo, inclusive a de policial Militar onde também goza de prestigio perante os seus superiores, pares e subordinados, e o Sindicato dos Árbitros, não tomar providencias na esfera da Justiça, Desportiva e Justiça Comum é fechar os olhos para a atitude ridícula tomada no final da partida.

Perder faz parte do esporte e, por isso é preciso saber lidar com a derrota e com a vitória.

Segundo as próprias palavras do vereador presidente da Câmara Municipal de São Luis e presidente de honra do Iape futebol clube, Antonio Isaías Pereirinha,  ele deixa claro que tirou o time do Campeonato Maranhense versão 2011 foi a pedido dos seus familiares e que tinham pessoas confundindo as coisas e estava prejudicando ele na política. A saída do Iape não está ligada ao Jogo Iape x Sampaio, tão pouco a arbitragem de Juscelino Sousa Santos. Essas afirmações estão claras nas suas
declarações.

O SAFEMA não tem outro meio a não ser recorrer à Justiça Desportiva e Justiça Comum para que seja esclarecido o que realmente aconteceu antes, durante e depois do Jogo, responsabilizar e punir os culpados.

O SAFEMA reconhece o trabalho que a CEAF vem realizando, com palestras, testes físicos, dinâmica de arbitragem e o sacrifício individual de cada um dos senhores árbitros com objetivo de melhorar o nível da nossa arbitragem.

São Luis, 11 de maio de 2011.

Marcelo Bispo Nunes Filho
Presidente do SAFEMA

Seja o primeiro à comentar em "Árbitro na Justiça contra Pereirinha"