Freelancer

Durante o voo entre Brasília e Teresina, Túlio ainda não sabia o que esperar da recepção do público em Barras-PI. Dizia que aonde ia tinha que ter festa, mas, com a apresentação no 25° clube da carreira marcada em poucos dias, não tinha informação nem sobre quando iria encontrar a comissão técnica do Bafo. Quando deixou o saguão do aeroporto na capital do Piauí, porém, lá estava o que sempre o acompanha. Luzes de todos os lados, seja de holofotes da imprensa, seja de flashes de câmeras de fãs. Assim, por vontade da direção do novo time, o veterano de 41 anos deixou a festa em Barras ser organizada apenas para quarta-feira e atendeu os jornalistas da capital do estado. E, na primeira declaração, lá estava a irreverência tradicional.

– Estou assumindo um compromisso de que estarei aqui no dia 24 para tentar fazer gols e passar da primeira fase da Copa do Brasil com o Barras. E mais: prometo o gol cajuína logo na estreia, para homenagear a fruta típica daqui – garantiu o atacante, que já enfrentou o Bafo em duas ocasiões, quando atuava pelo Vila Nova-GO na Série C do Brasileirão, em 2007.
Túlio disputará o jogo de estreia do Barras na Copa do Brasil, contra o ABC-RN, duelo que foi adiado do dia 16 para 24. Como a negociação com o clube piauiense foi por empréstimo, o contrato com o Botafogo-DF continua em vigor, e ele voltará a Brasília para atuar no Campeonato Brasiliense antes e depois desta partida. Na Copa do Brasil, no entanto, só poderá jogar novamente pelo clube piauiense caso haja um entendimento entre os dois clubes. O que não está descartado.

Mesmo com tempo mínimo para conhecer o time do Barras – ele retornará à capital federal nesta quarta-feira e ainda não sabe quando voltará ao Piauí –, Túlio não se preocupa com o que acontecerá dentro de campo.

– Túlio Maravilha não precisa de entrosamento. Ele está em forma, esperando somente que a bola chegue. Todo mundo pensou que eu ia chegar aqui barrigudo, mas estou muito bem. Vou me garantir nos 90 minutos, mais os acréscimos. Só preciso de um garçom – disse.

Por Mariana Kneipp, Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Freelancer"