‘Vândalos, marginais’, diz Ronaldo no twitter

O atacante Ronaldo condenou os protestos realizados na manhã deste sábado em frente ao CT Joaquim Grava, do Corinthians, quando o ônibus dos jogadores foi apedrejado no momento mais tenso. Em uma série de postagens no Twitter, o jogador admitiu que chegou a pensar em antecipar sua aposentadoria, prevista para o fim deste ano, após os primeiros protestos dos torcedores pela derrota para o Tolima por 2 a 0, em Ibagué, e consequente eliminação na Taça Libertadores. No entanto, ele também admitiu que ficou decepcionado com a atuação do Timão nos dois jogos. Ronaldo disse ainda que os “vândalos” não representam a torcida corintiana e que estes são financiados “por terroristas ligados ao clube”.

– Olá, boa tarde. Quero dizer aos meus seguidores, que estou muito decepcionado com nossa atuação nos dois jogos da pré-Libertadores. Estamos todos muito tristes com essa derrota. E continuaremos a lutar para sair dessa fase ruim. Entendemos a frustração da torcida. Mas condeno todo tipo de manifestação violenta. Quero também esclarecer que esses vândalos não representam a nação corintiana. Essa minoria violenta e financiada por terroristas ligados ao clube e alguns que querem simplesmente transformar uma derrota em uma guerra. Pensei muito nesses ultimos dias sobre antecipar a minha aposentadoria. Mas não vou dar esse gostinho a esses vândalos e críticos – postou o jogador.

Prometendo dar a volta por cima nos próximos jogos, o jogador condenou também a destruição dos carros no CT do Corinthians, que foi invadido na manhã de quinta-feira. Segundo Ronaldo, não foram só os jogadores que tiveram prejuízo, mas também funcionários do clube, com salário bem mais baixo que os atletas.

– Daremos a volta por cima mais uma vez, e esses mesmos vândalos, marginais vão nos aplaudir muito brevemente. Foi uma total falta de respeito o que fizeram nos carros dentro do CT. Eles não devem saber mais além de quebrarem os carros dos jogadores. Eles quebram carros de gente humilde que vai trabalhar, ganha pouco e faz o trabalho com muita paixão, no caso dos roupeiros e massagistas. Sem contar que se acham no direito de agredir, ofender, quebrar ônibus, CT, etc. Isso é futebol, gente. É um esporte. Isso tem que ser saudável. Bom, espero que as coisas voltem ao normal rapidamente – completou.

Ronaldo ainda rebateu os xingamentos de parte da torcida, que o chamou de mercenário.

– Aos desavisados que me chamaram de mercenário: não recebo um centavo do clube. Todo dinheiro que recebo eu trouxe com atual patrocinador master. E o clube ainda recebe muitos milhões desse patrocinio. Jogo por amor e somente por amor. Realmente e sinceramente não precisava estar passando por tudo isso – lamentou.

Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "‘Vândalos, marginais’, diz Ronaldo no twitter"