Pegadinha do Assis?

Figura central do noticiário esportivo mundial na última semana, Roberto Assis aproveitou a noite de domingo para gargalhar. Enquanto Grêmio e Palmeiras criticam a postura do empresário na negociação por Ronaldinho, ele assistiu à peça de Sérgio Mallandro em um teatro da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

O irmão de Ronaldinho estava arredio aos flashes. Discreto, comentou com amigos que tinha noção da repercussão que a frustrada negociação com o Grêmio teria em Porto Alegre. Desde a desistência oficial do Tricolor, parentes e amigos do jogador que moram na capital gaúcha sofrem com as retaliações de torcedores e classificam o clima como “muito pesado”.

Assis também afirmou que é quase impossível que Ronaldinho não vá para o Flamengo. Ele confidenciou que até terça-feira finaliza tudo e voltou a dizer que o acerto entre o time carioca e o Milan foi preponderante para a mudança nos rumos da negociação.

O Flamengo, por enquanto, acredita na versão do empresário e aguarda o astro nesta segunda-feira no Rio de Janeiro. Espera não ser a nova vítima da Pegadinha do Assis.

Por Felippe Costa, Blog Primeira Mão

Seja o primeiro à comentar em "Pegadinha do Assis?"