O novo nome do Pernambucano

Taí um exemplo para a Federação Maranhense de Futebol. Quem diz que só os clubes precisam buscar patrocínio estão completamente errados. Vejam esta notícia:

O Campeonato Pernambucano de 2011 terá um contrato de naming rights. Finalmente…

Após uma reunião na semana passada com o departamento de marketing da Coca-Cola, a FPF deve chegar a um acordo nesta terça, como revelou ao blog o secretário-geral da federação, João Caixero.

Além de colocar prismas nos estádios da competição, a gigante vai “emprestar” o nome ao torneio.

Campeonato Pernambucano Coca-Cola de Futebol.

A Coca-Cola já fechou com o Gauchão-2011. Como não tem “álcool” na história, o contrato deverá sair por aqui, com uma boa verba. Estima-se que passe dos R$ 800 mil, o valor de 2009, quando a ação foi quase concretizada. Na ocasião, chegou a ser assinado um contrato com a Ambev, renomeando o certame para Campeonato Pernambucano Brahma Fresh de Futebol.

A polêmica sobre a venda de bebidas alcoólicas nos estádios, proibida em Pernambucano, acabou inviabilizando o rentável acordo.

Um exemplo de grande porte sobre o naming rights é a Taça Libertadores da América. Em 1998, a Toyota passou a patrocinar a competição, adicionando o seu nome ao torneio, que virou Copa Toyota Libertadores. A parceria durou até 2007.

Depois, a Conmebol firmou um contrato ainda mais vantajoso, com a Santander. Assim, o nome oficial passou a ser Copa Santander Libertadores.

A prática do naming rights no mundo esportivo começou na década de 1970, na NFL, o futebol americano.
Valorizado esse Pernambucano 2011, hein? PFC, Coca-Cola… Mesmo com a situação ruim do nosso futebol, a briga pelo hexa animou de vez.

Leia mais

Seja o primeiro à comentar em "O novo nome do Pernambucano"