Federação leva clubes na conversa

A FMF venceu a queda de braço com os clubes e o Campeonato Maranhense vai começar mesmo em fevereiro. O presidente Alberto Ferreira conseguiu convender os clubes e a competição vai começar no dia 26, com apenas um jogo, sob a alegação de que teriam que cumprir o Estatuto do Torcedor.

A Federação marcou para o dia 26, o jogo entre Cordino e Bacabal. Será apenas esta partida. Os demais clubes só vão estrear a partir do dia 12 de março.

Vejam como as coisas no futebol maranhense nunca mudam. O campeonato começa numa data, depois teremos um intervalo de 14 dias.

É por essas e outras que tenho dito que os clubes são culpados por muita coisa errada em nosso futebol. E esta é uma delas.

Uma resposta para "Federação leva clubes na conversa"

  • Jorge Henrique de Viveiros Vieira

    TUDO COMO ANTES NO QUARTEL DE ABRANTES

    Zeca, Bom Dia!

    Em primeiro lugar gostaria que o nobre jornalista guardasse este meu comentário. Ele será lembrado no futuro.

    Pois bem.

    Antes do término do Campeonato Maranhense Futebol profissional, versão 2010, ou seja, no dia 26/11/2010, aconteceu a primeira reunião entre a Diretoria Técnica da Federação Maranhense de Futebol e o Conselho Arbitral formado pelos clubes integrantes da 1ª Divisão.

    Naquela oportunidade, foi apresentado pelo Diretor Técnico, Sr. José Alberto de Moraes Rego uma tabela que previa o início do Campeonato Maranhense de Futebol, versão 2011, para o dia 27/01/2011. Entretanto, nada ficou decidido em razão da falta de recursos financeiros por parte dos clubes.

    No dia 10/12/2010, uma nova reunião foi designada, porem esta não aconteceu em razão do não comparecimento dos Clubes em razão de ainda não terem viabilizado financeiramente o campeonato, de acordo com um ofício enviado pela AMA Clubes à Federação Maranhense de Futebol.

    Neste período foram realizados contatos com empresários, foi realizado um painel na Câmara dos Vereadores sobre a situação do nosso futebol, com promessa de ajuda por parte dos vereadores, surgiu uma emenda de autoria do deputado Joaquim Haickel visando garantir uma ajuda aos clubes no valor de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais), e que não foi aprovada na Assembléia Legislativa, em fim, muita conversa, muita promessa e nada de concreto, continuam os clubes sem nada e de pires na mão.

    Ontem, aconteceu uma nova reunião entre Clubes e Federação Maranhense, esta última representada pelo todo poderoso Alberto Ferreira.

    Os Clubes, representados pela AMA Clubes, apresentaram um pauta de reivindicações sem nenhuma novidade, ou seja, não trará nenhum benefício para o nosso futebol e muito menos para a situação financeira dos clubes, pois o principal ninguém falou, que seria a imediata reativação das catracas eletrônicas que já se encontram instaladas e sem nenhuma utilidade. Mesmo assim, o Presidente Alberto Ferreira acatou as reivindicações, porém não sabemos se irá cumpri-las.

    Sob a alegação de que o Campeonato Maranhense de Futebol teria que começar no inicio do mês de março, sob pena de desrespeito ao Estatuto do Torcedor, as inteligências do nosso futebol marcaram o início do campeonato para o dia 27/02/2011, para o interior do estado, sem nenhuma solenidade e sem nenhum atrativo, e o que é pior, desrespeitando o Estatuto do Torcedor, uma vez que o prazo de 60 (sessenta dia) só começa a fluir a partir da publicação da tabela e do Regulamento do Campeonato no site da FMF, que aliás, a muito tempo está em manutenção, ou seja, não existe. Não se conta prazo a partir de reunião. Vejam o exemplo da CBF na próxima Copa do Brasil, publicou a tabela no dia 15/12/2010 e o primeiro jogo marcado para o dia 16/02/2011. Confiram meninos!

    Dessa forma, qualquer torcedor ou qualquer clube participante poderá pleitear junto ao Tribunal, Ministério Público a não realização do Campeonato na data prevista. Será que o porta voz da AMA Clubes não conhece o Estatuto do Torcedor, ou as leis do futebol do Brasil não servem para o futebol do Maranhão?

    O que de novo aconteceu, nada, tudo como antes no quartel de Abrantes, ou melhor, no Palácio do Alberto.

    Alias, para não dizer que não houve nada de novo, apenas um documento à parte pedindo a cabeça do Sr. José Alberto, que, a muito já devia ter se mancado e pedido para sair e não ter que passar por mais este constrangimento.

    Ditado Popular: Cavalo selado só passa uma vez em nossa porta, e pelo visto, este cavalo já passou há muito tempo na porta dos clubes.

    Um abraço.

    Jorge Viveiros.