Rússia bate o Brasil e conquista o Mundial

O caminho até a quadra é curto. Passos lentos, em marcha, levam as guerreiras até o campo da batalha. Ao lado, um oponente forte, alto e que conhece bem o adversário. Mas elas não se intimidam. Sabem que, na terra dos samurais, a inteligência e a disciplina tática ganham guerras.

O duelo é difícil. A tensão do confronto final traz à tona erros do passado, mas também faz refletir sobre os momentos de superação. Não há espaço para uma nova derrota.

Quatro anos depois, porém, o triste fim se repete. Com uma vitória novamente no tie-break (21/25, 25/17, 20/25, 25/14 e 15/11), a Rússia destroi a esperança brasileira do título inédito no Mundial e conquista o bicampeonato. A seleção cai diante da rival pela segunda vez e deixa escapar a chance de entrar para a história.

Lágrimas em quadra. O sonho acabou. O Brasil se despede do Japão com uma campanha de dez vitórias em onze jogos e perda de dez sets. E a Rússia chega a um recorde no Munfial. Nunca uma seleção conseguiu fez uma campanha invicta, com onze triunfos na competição. Cuba (1994), Japão (1974) e União Soviética (1956) tinham dez.

Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Rússia bate o Brasil e conquista o Mundial"