Jeitinho brasileiro

Laptop para lá, esmalte para cá e muitas pernas no caminho. Quem nesta segunda-feira, dia de folga no Mundial, passou pelo sétimo andar do hotel onde a seleção brasileira está hospedada, se deparou com um corredor transformado em lan house e salão de beleza. Sem sinal de internet nos quartos, as jogadoras improvisaram. Computador foi para o chão, ao lado de abajur e mesinha, arrastados para o lado de fora. Hora de pôr o papo em dia entre elas e falar com familiares e amigos no Brasil.

– Aqui é a rua de baixo (risos). Como não tem internet no quarto, a gente teve que vir para cá. O sinal só pega nesse corredor. Aí fica todo mundo junto aqui mesmo, conversando e trocando mensagem com o pessoal do Brasil – contou Adenízia.

Ao seu lado, Fernanda Garay não reclama do congestionamento: “Assim que é bom”, diz ela. Algumas pernas mais para o lado esquerdo, encontra-se Dani Lins, tentando achar uma posição para conseguir escrever no laptop.

– Achei esse jeito aqui de ficar encostada. Agora não está doendo, vamos ver até quando – brincou.

A levantadora mostra que a lan house da seleção tem até trilha sonora. Direto do computador de Adenízia, músicas do grupo Roupa Nova, um dos favoritos da central. O som fica ligado, e a dona desaparece. Empolgada com sua nova aquisição, ela anda por todo o corredor.

– Comprei uma máquina fotográfica nova hoje. Agora, quero tirar fotos de todo mundo – admitiu Adenízia, que saiu com as jogadoras para curtir o dia de folga em lojas de Hamamatsu – Foi divertido. Deu uma distraída. Foi legal dar umas risadas com as meninas.

Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Jeitinho brasileiro"