Fifa cogita acabar com prorrogação

josephblatter_efe_30A goleada sofrida pela seleção espanhola para a Argentina na terça-feira parece não ter sido suficiente para abalar o prestígio dos atuais campeões do mundo, pelo menos para o presidente da Fifa. Em entrevista ao site oficial da entidade, o suíço Joseph Blatter classificou o título da Fúria no Mundial da África do Sul como “merecido”.

– Acredito que o título espanhol seja merecido. Ao lado da Argentina, foi a seleção que, na minha opinião, exibiu o melhor futebol. Além disso, é uma equipe jovem, como também a da Alemanha, terceira colocada, e a de Gana – afirmou.

Em relação à qualidade do futebol apresentado nos gramados sul-africanos durante a Copa, o dirigente disse ter ficado satisfeito com o que viu de forma geral, mas criticou a postura excessivamente defensiva de algumas seleções na fase de grupos.

– O futebol tornou-se altamente estratégico, as equipes movem-se em bloco. É bonito de se ver. Não é só uma questão simples de “ataque e defesa”. Porém, nos primeiros jogos da primeira fase na África do Sul, vimos equipes que não queriam perder, que buscavam o empate – explicou.

Blatter afirmou cogitar, inclusive, uma mudança no regulamento da fase inicial e da prorrogação.

– É um tema que colocarei em discussão nas próximas reuniões das comissões técnicas e de futebol (da Fifa). É preciso encontrar soluções para movimentar os jogos nesse tipo de torneio, para que as equipes joguem para vencer. Da mesma forma, queremos discutir a prorrogação. Com frequência, as equipes procuravam não tomar gols durante a prorrogação. Passar diretamente à disputa nos pênaltis e adotar de novo o gol de ouro são as opções. Vamos ver o que será decidido nessas comissões – acrescentou.

Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Fifa cogita acabar com prorrogação"