Giba quer mais ‘atitude’ no Remo

42077_vitrineNo futebol, a postura apresentada por uma equipe no gramado ou a atitude dos jogadores ao enfrentar um adversário tem uma importância quase tão grande quanto a preparação técnica e tática. Por isso, poucas horas após o empate diante do América-AM, por 1 a 1, anteontem, em Rio Preto da Eva, no qual o Remo mais uma vez deixou escapar uma vitória fora de casa, o técnico Giba Maniaes reuniu o time no Hotel Taj Mahal, em Manaus, por volta das 22 horas, e soltou o verbo durante quase uma hora.

Assim como havia feito ainda nas entrevistas logo após a partida, o treinador cobrou uma mudança de atitude da equipe, que soma cinco pontos em três jogos na Série D. “Vacilamos nos dois jogos que fizemos fora de casa, primeiro contra o Cristal-AP e depois contra o América de Manaus. O time não mostrou a postura que se espera de um clube grande”, criticou Giba, lembrando que nas duas ocasiões o Leão Azul atuou fora de casa apenas em teoria, uma vez que a maioria do público presente era de remistas.

“É claro que respeitamos a história e a tradição dos nossos adversários, mas temos que nos impor independente do campo em que joguemos. Somos um time grande e temos que provar isso dentro de campo”, completou o treinador.

De olho na vaga para a segunda fase da Série D, Giba exige uma mudança de atitude da equipe na sequência de dois jogos que a equipe fará diante de sua torcida, no Mangueirão – domingo que vem, novamente diante do América, e dia 15, contra o Cristal. “Temos que entrar no jogo com o espírito de campeão. Jogar com muita raça durante noventa minutos, lutando e brigando bastante com o adversário pelo resultado positivo”, cobrou Giba.

O treinador disse ainda que o time está criando situações de gols, mas o ataque pode melhorar o aproveitamento. Nas últimas partidas, o Remo deixou escapar a vitória por ter perdido gols e, no caso do jogo de domingo passado, acabou sofrendo o empate em uma falha de posicionamento da defesa.

Giba também confirmou que poderá fazer alterações para a partida decisiva contra o América, mas não quis confirmar os jogadores que sairão do time. Mas, é provável que o volante Marlon e o meia-atacante Gian sejam sacados. Caso Marlon não jogue, Márcio Loyola fará sua estreia com a camisa 6 do Leão. Se Gian for para o banco de reservas, Giba poderá escalar o recém-chegado Canindé para o seu lugar.

Os dois novatos terão a chance de mostrar que estão aptos no amistoso de hoje, às 20 horas, no Baenão, que colocará frente a frente o time reserva do Remo e o Ananindeua.
 
Jornal Amazônia

Seja o primeiro à comentar em "Giba quer mais ‘atitude’ no Remo"