Clube do Remo terá sede social leiloada

Disputando a Série D do Campeonato Brasileiro, o verdadeiro limbo da CBF, a torcida do Remo pode ter um notícia triste nos próximos dias. Isto porque a sede social do clube e uma área na frente do Baenão podem ir a leilão para quitar divida trabalhista.

O primeiro patrimônio foi a leilão, que será realizado no próximo dia 13, com autorização da justiça paraense e foi avaliada em R$ 10,8 milhões para quitar uma dívida de R$ 1 milhão ao volante Ricardo Oliveira.

O leilão do segundo patrimônio acontecerá no próximo dia 22 para pagamento de débito ao zagueiro Magrão. O time paraense já perdeu a sede de seu clube de campo para pagar dívidas de ex-jogadores do clube. O departamento jurídico do Remo tenta fazer com que os leilões não sejam realizados.

“Vamos tomar as medidas judiciais necessárias para suspender os leilões. Não podemos perder outra sede nossa, por isto, vamos oferecer acordos para acertarmos nossos débitos”, afirmou o diretor jurídico e advogado do Remo, Mauro Maroja.

Agência Futebol Interior

Uma resposta para "Clube do Remo terá sede social leiloada"

  • juscelino da silva lucena

    BEM FEITO PARA A TORCIDA DO REMO.
    E, OS TORCEDORES DO PAYSSANDU QUE
    BOTE AS BARBA DE MOLHO.
    “ ISTO É QUE DÁ TORCEDOR VOTAR EM JOGADOR”
    LÁ EM BELÉM O PAYSSANDU CHEGOU ATÉ PARTICIPAR
    DE COPA LIBERTADORES DAS AMÉRICAS. NESTE TEMPOS
    ÁUREOS, QUEM PRESIDIA O CLUBE ERA UM DEPUTADO
    CHAMADO “ FERNANDO TOURINHO”, SALVO ENGANO.
    SABE O QUE OS TORCEDORES FIZERAM, INVENTARAM DE
    VOTAR EM ROBE GOL. OLHA AÍ A SITUAÇÃO DO FUTEBOL
    PARAENSE!
    ISSO É QUE DÁ, DA MORAL DE MAIS PARA JOGADOR!

    Atenciosamente

    Juscelino da Silva Lucena
    Câmara Municipal de Imperatriz-MA.