Delegada do Caso Bruno é afastada

[gmc 1302730 m]O diretor-geral da Polícia Civil de Minas Gerais, Marco Antonio Monteiro, disse, nesta segunda-feira (19), que a delegada Alessandra Wilke foi afastada da presidência do inquérito sobre o desaparecimento de Eliza Samudio. Em seu lugar, assume o delegado Edson Moreira, chefe do Departamento de Investigações.

Monteiro divulgou uma carta informando que a decisão foi tomada depois do vazamento de um vídeo gravado (veja ao lado a reportagem completa do Fantástico com o vídeo) durante a transferência do goleiro Bruno de Souza do Rio de Janeiro para MInas Gerais, na noite de 8 de junho, em um avião da Polícia Civil. O diretor determinou a instauração de uma sindicância que deve apurar, em 48 horas, esse fato.

No domingo (18), o Fantástico exibiu reportagem na qual o goleiro Bruno diz que não tem envolvimento com o sumiço de Eliza.  Nas imagens, gravadas durante a viagem do Rio para Minas, Bruno ri do relacionamento sexual que ele teve com a modelo e afirma que ficou chocado com as atitudes tomadas pelo amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão.

Monteiro, da Polícia Civil, disse que se encontrou com o delegado Edson Moreira na manhã desta segunda. Moreira deve ser responsável pelo relatório final das investigações. De acordo com Monteiro, “essas medidas visam dar prioridade absoluta à apuração, restringindo o acesso a informações de forma a resguardar o trabalho para conclusão do inquérito com agilidade, no menor tempo possível”.

O advogado de Bruno, Ércio Quaresma, disse que o vídeo foi gravado “sorrateiramente”. “Pela espontaneidade com que Bruno conversa, ele pode estar externando a verdade ou interpretando um papel. Não sei. Ainda não falei com ele. Não sei se ele sabia que estava sendo alvo de gravação”, afirmou.

Leia mais no G1

Seja o primeiro à comentar em "Delegada do Caso Bruno é afastada"