Dunga: ‘O Cruyff deve ter ingresso de graça’

Foto: AEDunga aproveitou a entrevista coletiva oficial da Fifa, nesta quinta-feira, em Porto Elizabeth, na África do Sul, para responder a Johann Cruyff. Considerado um dos melhores jogadores de todos os tempos, o líder do Carrossel Holandês que encantou o mundo na Copa de 1974 disse que “não pagaria para ver a seleção brasileira jogar” e que o Brasil comandado por Dunga tinha se transformado em “um time como qualquer outro da Copa”.

– Ele (Cruyff) deve ter ingresso de graça. Por isso ele não paga. Ele pode escolher as partidas para ver. Na democracia você escolhe os jogos que quer e vai assistir. Ele deve ter ingressos de graça da Fifa e por isso não vai comprar.

Perguntado se pagaria para ver alguma partida da Holanda nesta Copa do Mundo, Dunga preferiu brincar.

– Eu sou pão duro, vejo pela televisão.

Logo depois, o técnico brasileiro procurou amenizar a polêmica.

– Jogos de Copa do Mundo sempre valem a pena assistir. São um espetáculo. São jogadores de qualidade de todos os países. É algo único que acontece de quatro em quatro anos. Não sei se o mundo para, mas uma boa parte do mundo para para assistir. Eu pagaria sem dúvida. Gostamos de olhar os jogos porque são jogadores muito técnicos.

Johann Cruyff também havia criticado os talentos individuais escolhidos por Dunga para disputar a Copa do Mundo.

– Eu olho para esse time e me lembro de pessoas como Gerson, Tostão, Falcão, Zico ou Sócrates. Agora, só vejo Gilberto (Silva), (Felipe) Melo, (Michel) Bastos, Julio Baptista. Onde está a magia brasileira? – disse o holandês.

O técnico da Holanda, Bert Van Marwijk preferiu não entrar em polêmica com o maior jogador da história de seu país.

– Entendo a crítica feita por Cruyff e penso que o futebol mudou. Sabemos a diferença de um bom futebol para o futebol bonito, mas são coisas que acontecem – afirmou Marwijk.

Por Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Dunga: ‘O Cruyff deve ter ingresso de graça’"