Fala internauta…

“O Sampaio respeitou demais o Atlético. É sempre a mesma história: O time maranhense já sai daqui com o sentimento de derrota, com respostas prontas. Entra em campo e se resume a se defender, sem acreditar que pode vencer o adversário. Daí, logo depois que toma o(s) gol(s), “perde” a vergonha de jogar e se lança de forma desorganizada ao ataque e toma mais gol.

É preciso acreditar na vitória. O que dizer do Santa Cruz-PE? Está na mesma condição do Sampaio (4ª divisão), mas acreditou na vitória, jogou sério, com inteligência e eliminou o Botafogo em pleno Engenhão.

Claro que a diferença de estrutura é muito grande, mas o que nos falta mesmo é perder o medo, é nos livrar da rótulo de “cachorro vira-lata” que temos no cenário do futebol.

É necessário acreditar – de verdade ! – que temos condições de vencer adversários maiores, mas é necessário, também, crescer como pessoas e profissionais.

Mais uma vez ficamos no quase…”

Por Genilson Bolivão
genilson_campos.sbsl@infraero.gov.br
192.168.66.117 Enviado em 02/04/2010 às 11:36

6 comentários para "Fala internauta…"

  • José Carlos Lobato Oliveira MAQUEANO

    Cara, tu disse tudo!!
    O mau do maranhense é de super valorizar os outros e se desvalorizar, é preciso ter mais coragem e uma maior auto estima. Bons jogadores nós temos e muito, e é o que sempre falo tem que se ter uma divisão de base completa para trabalhar também a cabeça do jogador.

  • Felipe

    concordo em partes…nosso time é limitado frente um atlético pr…ficou notório no jogo em slz vc nao viu?
    se o nosso time fosse menos limitado quem sabe..que o santa cruz sirva de exemplo.

  • josevan

    AINDA ACRECENTO MAIS. NÓS MARANHENSE VIVEMOS É DE SONHOS,

    SONHO DE VOLTA UM DIA PELO MENOS A SEGUNDA DIVISAO NACIONAL.

    SONHO DA AJUDA DO GOVERNO DO ESTADO.

    SERÁ QUE UM DIA VAMOS VER UM TIME MARANHENSE, ANDAR COM AS SUAS PROPRIAS PERNAS.

    MAIS UMA VEZ SONHAMOS EM GANHAR O ATLETICO DO PARANÁ.

    DIGO MAIS UMA VEZ, ENQUANTO O SAMPAIO NAO FAZER COMO EM 1997, VAI DA SEMPRE NISSO SÓ NO QUASE.

  • Paulo

    A derrota para o Atlético Parananense, não deve ser encarada apenas como um fracasso, más sim como um momento de reflexão para buscar uma forma do nosso futebol crescer. É preciso que o Estado dê apoio a projetos com a finalidade de investir na formação de atletas, são vários jogadores que saem do nosso Estado, sem ter dado nenhuma contribuição para o esporte local. Os clubes precisam rever as suas posições, não trazendo jogadores de fora, sem nenhuma qualidade técnica e realizarem administração empreendedora. Tem que haver ainda uma limpeza dos membros da FMF e assumir este cargo pessoas com a capacidade de buscar patrocínio para os clubes e não só arrecardar, o futebol é um importante segmento que gera emprego, renda e inclusão social.

  • Paulo

    Veja com são racistas os gaúchos olhe esse comentário e logo abaixo foi o meu comentário postado no blog do Inter:

    Cleber Pereira fica??? triste piada… meu Deus, o que esse canalha está fazendo com nosso Inter? É caso de invadir o Beira Rio, exigir mudanças, esses palhaços foram longe demais… onde estão os conselheiros? Onde estão as torcidas? Gente, acordem… façamos algo urgente. Não adianta só reclamar aqui… tá todo o mundo muito desarticulado. Não conseguimos nem chegar a 1000 e-mails na campanha volta F9. Que m.%$#@*&+ é essa? Mexam-se!!!

    Meu comentário naquele blog:

    Meu Deus, como vocês do RS, são racistas e preconceituosos em relação aos jogadores oriundos do Norte ou Nordeste do Brasil, refiro-me ao Kleber Pereira, que mal jogou e vocês já estão o crucificando, lembram do Adriano que deu o título do mundial, no qual vocês escurraçaram o tempo todo esse jogador. O Kleber Pereira ainda vai calar a boca de vocês, principalmente aos torcdores do Inter racistas que se acham seres superiores covardes. Paulo São Luis do Maranhão

  • Washington-DF

    Os dirigentes do times maranhenses deveriam pegar esta mensgem e colocar nos vestiários de cada time para que eles pudessem ter vergonha na cara e refletir sobre isso.
    Muito bom comentário, disse tudo!