Copa do Brasil

Quinze jogos serão realizados hoje na abertura da 2ª fase da Copa do Brasil. Em São Luís, o Sampaio recebe o Atlético-PR, às 21h, no Estádio Nhozinho Santos. Confira os jogos:

15h30 – ASA-AL x Vasco-RJ
15h30 – Corinthians-PR x Ceará-CE
15h30 – Votoraty-SP x Grêmio-RS
19h30 – Santa Cruz-PE x Botafogo-RJ
21h – Sampaio-MA x Atlético-PR
21h – Fortaleza-CE x Guarani-SP
21h – Náutico-PE x Vitória-BA
21h – São José-AP x Goiás-GO
21h – Chapecoense-SC x Atlético-MG
21h – Ponte Preta-SP x Portuguesa-SP
21h50 – Paraná-PR x Sport-PE
21h50 – Paysandu-PA x Palmeiras-SP
21h50 – Atlético-GO x Bahia-BA
21h50 – Avaí-SC x Coritiba-PR
21h50 – Uberaba-MG x Fluminense-RJ

2 comentários para "Copa do Brasil"

  • FRANCISCO GAGLIANONE

    E AGORA??? MAIS ESSA!!!
    QUANTO MAIS EU REZO MAIS ASSOMBRAÇÃO APARECE NO FUTEBOL MARANHENSE…SÓ O QUE NÃO PRESTA!!!

    Cartola do Avaí acusa ex-árbitro de vender jogos na Série B 2008
    Extraído de: Futebol Interior 10 horas atrás Notícias RSS Digg
    ——————————————————————————–
    Florianópolis, SC, 16 (AFI) – O presidente do Avaí , João Nílson Zunino, denunciou ter recebido propostas para comprar resultados durante o Campeonato Brasileiro da Série B de 2008. O caso está sendo investigado há dois anos e corre em segredo de justiça, por isso só agora o dirigente deu entrevistas sob o caso.
    De acordo com o cartola, o ex-árbitro da Federação Maranhense de Futebol, Eduardo Cristaldo Barelari, o procurou antes mesmo do início da Série B oferecendo vitórias do clube na competição, cobrando de R$ 10 a R$ 15 mil.
    Diante disso, Zunino entregou o caso à Federação Catarinense, que por sua vez repassou a denúncia para a CBF. A entidade teria entregado o caso à Comissão Nacional de Arbitragem, que solicitou a intervenção do Ministério Público Catarinense.

    O MP investiga a denúncia desde 2008, e de acordo com o promotor Abel Antunes de Melo, a Justiça interceptou ligações que ligam Barelari ao suposto esquema de resultados.

    Mas para Zunino, o ex-árbitro não teria poder para fabricar um placar. “Acredito que era um blefe. Se o time vencesse, ele recebia. Se perdesse, ficava por isso mesmo”, disse o presidente do Avaí .

  • bolivia querida

    veja o que diz esse blog: http://vozdotorcedorboliviano.blogspot.com