Arbitragem confusa…

Mal começou o Campeonato Brasileiro de Beach Soccer e logo na primeira partida disputada entre Espírito Santo e Maranhão surgiram os problemas envolvendo a arbitragem.

Jogadores e técnicos das duas equipes não pouparam críticas à dupla Wagner Rios (São Paulo) e Ivo santos (Sergipe). Foi uma arbitragem bastante confusa, muitas faltas e excesso de rigor.

Tanto rigor que o paulista Wagner Rios chegou a expulsar Bruno Xavier, do Espírito Santo e depois teve que mudar a decisão. Ele teria recebido o 2º amarelo e daí a expulsão. Deu um branco no árbitro. Bruno Xavier ainda não havia recebido nenhum cartão e ele foi obrigado a cancelar a expulsão.

Jorginho deitou e rolou. Só não apitou o jogo porque não tinha o apito na mão. Acabou expulso, por reclamação pelo sergipano Ivo Santos.

Enquanto os maranhenses reclamam falta em DDI, o árbitro paulista Wagner Rios entendeu que o jogador simulou o lance e acabou mostrando cartão vermelho.

Bem é como dizemos sempre. Quando o árbitro aparece demais é porque alguma coisa estranha aconteceu. E Wagner Rios (São Paulo) e Ivo Santos (Sergipe) apareceram demais.

O árbitro Maranhense Mayron Frederico dos Reis Novais trabalhou na partida entre Rio Grande do Norte e Tocantins. A Seleção Potiguar venceu por 9 a 4.

Seja o primeiro à comentar em "Arbitragem confusa…"