Macaé larga na frente na decisão da Série D

O Macaé tomou um susto ao sair perdendo para o São Raimundo, mas mostrou maturidade para virar o placar e vencer por 3 a 2, neste domingo. O jogo foi válido pela partida de ida da final do Campeonato Brasileiro da Série D. André Gomes, Otávio e Anderson fizeram os gols do time fluminense, enquanto Rafael Oliveira e Michel marcaram para o Pantera.

Com a vitória, o Macaé  joga por um empate no jogo de volta para conquistar o título inédito. O São Raimundo precisa de uma vitória por 1 a 0 ou 2 a 1 para ficar com a taça, e se devolver a derrota e vencer por 3 a 2, a decisão do título vai para os pênaltis. O jogo de volta acontece no próximo domingo, em Santarém.

Digno de decisão!

O jogo começou equilibrado, com as duas equipes se estudando. A primeira chegada com perigo foi do time paraense, aos três minutos. No contra-ataque, Déo Curuça cruzou na área e Rafael Oliveira cabeceou fraco, nas mãos do goleiro Lugão. Mesmo fora de casa, o São Raimundo mostrava personalidade e tinha maior posse de bola.

Aos 14 minutos o Macaé respondeu e mandou uma bola no travessão numa bomba do zagueiro Rodrigão, mas o jogo já estava parado. Depois de um começo apagado, o time fluminense cresceu no jogo e passou a atacar o Pantera com frequência, sobretudo em chutes de longa distância.

Mas foi o time paraense quem saiu na frente. Aos 20 minutos, Preto Marabá fez boa jogada e tocou para Rafael Oliveira, que bateu da entrada da área no ângulo do goleiro Lugão, que nada pode fazer. Atrás no placar, o Macaé foi para cima e conseguiu o empate aos 32 minutos. Bill cruzou da esquerda e André Gomes, no segundo pau, se antecipou à zaga para cabecear para o fundo do gol.

Goleirão salva a pátria!

A etapa final começou quente e o Pantera quase voltou a mandar no placar aos quatro minutos. Beto soltou uma bomba em cobrança de falta e no rebote a zaga do Macaé afastou o perigo. Mais aceso, o time paraense criava as melhores oportunidades de gol, mas falhava nas finalizações.

O Alvianil respondeu aos nove minutos. Após cruzamento para a área, o atacante Bruno Luís ganhou do goleiro Labilá e cabeceou para o gol. Ceará salvou em cima da linha o que seria o segundo gol do Macaé. Aos 13 minutos, Preto Marabá derrubou o atacante do time fluminense dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Wallacer foi para a cobrança e o goleiro Labilá defendeu, vibrando muito.

Vira-vira!

O pênalti perdido não abalou o Macaé, que cresceu de produção e aos poucos tomou conta do jogo. Tanto que aos 21 minutos conseguiu a virada. Após bate e rebate na área depois de cobrança de escanteio, Otávio empurrou para o fundo das redes e decretou a virada do Alvianil. Aos 41 minutos, o time fluminense ainda fez mais um. Anderson soltou uma bomba e fez o terceiro do Macaé.

Nos acréscimos, o São Raimundo teve um pênalti a seu favor cometido por Bill em cima de Beto. Michel foi para a cobrança e descontou para o time paraense aos 50 minutos, mantendo as esperanças do clube na conquista do título inédito.

Ficha Técnica

Macaé 3 x 2 São Raimundo

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda-RJ
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza-SP
Cartões amarelos: Rodrigão, André Gomes e Johnathan (Macaé); Filho (São Raimundo)
Gols: Rafael Oliveira, aos 20’/1T e Michel, aos 50’/2T (São Raimundo); André Gomes, aos 32’/1T, Otávio, aos 21’/2T e Anderson, aos 41’/2T (Macaé)

Macaé
Lugão; Johnathan, Rodrigão, Otávio e Bill; Gedeil, Anderson, Marciel (Léo Santos) e Wallacer (John); Bruno Luís (Steve) e André Gomes.
Técnico: Toninho Andrade

São Raimundo
Labilá; Ceará, Filho, Preto Marabá e Maurian; Beto, Marcelo Pitbull, Trindade e Michel; Déo Curuçá (Hélcio) e Rafael Oliveira (Hallace).
Técnico: Lúcio Santarém

Agência Futebol Interior

Seja o primeiro à comentar em "Macaé larga na frente na decisão da Série D"