Jogadores confessam “armação”

A dificuldade para aceitar conceder entrevistas poderia ser justificada pela timidez excessiva. Entretanto, logo nas primeiras palavras ficou evidente que a dupla de zaga do Chapadinha relutava na verdade pelo medo de falar o que não devia. A goleada por 11 a 0 sofrida diante do Viana, em partida pela Série B do Campeonato Maranhense, os transformou subitamente de atletas quase que amadores em protagonistas de um escândalo. Restava, no entanto, se defender.

Titular durante toda a partida, Alisson foi o primeiro a dar a cara a tapa. A boa estrutura física e a estatura depunham contra a moleza nas divididas, principalmente nos minutos finais, quando a equipe sofreu nove gols. Falta de vigor justificada pela revolta com a presença do Moto Club, rebaixado neste ano, na competição.

Com a voz mansa e discurso contraditório, o zagueiro atribuiu o resultado a falta de motivação, mas acabou confessando que “deixou passar”.

– A Federação favorece muito o Moto. Eles não podiam jogar a Segunda Divisão. Botaram no campeonato e queriam que eles subissem de qualquer jeito. Apenas conversei com meu parceiro de zaga para deixar passar, né? Mas não falamos em abrir as pernas. Isso nunca aconteceu. Vocês viram na imagem que não tínhamos mais a mesma motivação. Estávamos totalmente entregues. Estávamos mortos, não tinha o que fazer.

A timidez e a vergonha se misturaram também com a necessidade de Alisson em defender suas qualidades com a bola nos pés e ressaltar que a goleada foi o episódio isolado:

– Fica feio. Saiu no Brasil, no país todo. O que posso fazer? Não foi falta de qualidade. A torcida do Chapadinha conhece o meu jeito de jogar. Foi um protesto por tudo que aconteceu desde o começo do campeonato.

Já a “negociação” para entrevistar Toninho, o outro zagueiro, foi mais demorada. Após demonstrar verdadeiro pavor dos gravadores do GLOBOESPORTE.COM, ele optou por dar sua versão dos fatos.

O defensor, que pedala 12km diariamente para treinar, também deixou clara a indignação com a presença do Moto Club na Segundona e não escondeu que não ficaria nada feliz com o acesso do clube da capital. Sendo assim, a decisão foi imediata ao saber da goleada do rival sobre o Santa Quitéria:

– O time esmoreceu e não tinha mais ânimo para correr por saber que estava sendo prejudicado fora de campo. Em momento algum teve conversa entre a gente ou com algum atacante do Viana. Sabíamos que iriam fazer de tudo para o time grande subir e ficamos só olhando os caras correrem. Paramos porque não adiantava mais.

A firmeza nas palavras fez com que Toninho esquecesse até mesmo a ojeriza aos microfones. Perguntado se não tinha medo das manchas que a partida pode deixar em sua carreira, ele emendou de primeira:

– Fica feio. Mas mais feio ainda é a Federação Maranhense. Ninguém se arrepende.

Diante da polêmica, a Federação Maranhense paralisou o campeonato antes da decisão entre Viana e Santa Quitéria para apurar os fatos. Há a possibilidade de anulação das duas partidas da última rodada.

Cahê Mota, Direto de Chapadinha para o Globoesporte.com

"Jogadores confessam “armação”"

  • jeorge

    Esta é a realidade do nosso futebol, nome deles dois, assim como outros que ainda vão aparecer tem que ser divulgado a nivel internacional,assim como foi divulgado a história da partida e estes caras tem que ser presos.

  • Riba

    Isso não é justificativa, todos esquecem que não é só o Moto que não deveria disputar a segundona este ano, os quatros club também não deveriam, a mídia não fala nisso. Porque os moralistas dos trés club concordaram participar ?

  • Paulo

    Zeca tudo isso que aconteceu foi uma revolta do pessoal do interior contra capital, porém o Moto deveria ter vergonha na cara levou várias vezes esse ano de 4 gols. É um ano que tem que ser apagado e em relação a segunda divisão ele deveria disputar em 2010 e o Chapadinha e Vianatinham que ser eliminados da competição, com multa e ficarem suspensos por alguns anos das disputas, haja vista que eles envergonharam o nosso Estado.

  • FRANCISCO GAGLIANONE

    A ARMAÇÃO COMEÇOU QUANDO COLOCARAM O MOTO PRA DISPUTAR A SEGUNDA DIVISÃO NO MESMO ANO EM QUE FOI REBAIXADO, QUANDO NA VERDADE O REGULAMENTO ESTABELECIA O SEGUINTE:
    CAPÍTULO III
    Dos Troféus e Títulos
    Art. 6º – …..
    Parágrafo 2º – As duas últimas associações colocadas no Campeonato (9ª e 10ª), em número de pontos ganhos, serão rebaixadas para disputarem a série B de 2010.

    TUDO QUE ACONTECEU ATÉ AGORA FOI DESDOBRAMENTO DO MOTO DISPUTANDO A SEGUNDA DIVISÃO ESSE ANO , MAIS UMA VEZ A SACANAGEM JÁ ESTAVA PRONTA E COMO SEMPRE PATROCINADA PELA FMF, CLUBES E PARTE DA IMPRENSA AMESTRADA QUE JÁ SABIA DA EXISTÊNCIA DE UM PLANO “B” PARA FAVORECER O MOTO, CASO ALGO DESSE ERRADO EM CAMPO.
    AINDA NÃO VI NENHUM JORNALISTA ESPORTIVO, QUE SE DIZ FORMADOR DE OPINIÃO NESSA CIDADE, FALAR OU ESCREVER DE FORMA TÃO CLARA SOBRE TUDO QUE ACONTECEUNO DIA 15.10.2009, NOS DOIS JOGOS DISPUTADOS.
    PARA NÃO SER INJUSTO, APENAS BIGUÁ NO SEU BLOG, CONTA EM DETALHES A VERDADE DOS DOIS JOGOS, EM QUE APENAS SE ENTERROU UM CORPO INSEPULTO QUE ERA O FUTEBOL PROFISSIONAL DO MARANHÃO, QUA HÁ MUITO JÁ ESTAVA MORTO, FEDENDO E EM ADIANTADO ESTADO DE PUTREFAÇÃO.
    NA MINHA OPINIÃO ZECA, NÃO DEVERIA SUBIR NINGUÉM, COMPRE ESSA BRIGA…TEM CORAGEM??? OU ENTÃO JUNTA TUDO E ESPREME PRÁ VER SE DÁ UMA TERCEIRA DIVISÃO, PRIMEIRO, PORQUE OS DOIS JOGOS FORAM UMA ARMAÇÃO SÓ, SEGUNDO, PORQUE TANTO FAZ DISPUTAR A PRIMEIRA??? DIVISÃO, COMO A SEGUNDA??? POIS SABER QUAL DAS DUAS É A MENOS RUIM É MUUUUUUUITO DIFICIL , E PARA DIZER A VERDADE AS DUAS ATUALMENTE NÃO PRESTAM PRÁ NADA.
    SOU MAIS AS COMPETIÇÕES DA AABB, LÁ A COISA REALMENTE É SÉRIA!!!
    GRANDE ABRAÇO,

  • marco frazao

    que vergonha um jogador falar isso um profissional da bola que pena 1!!

  • ACR Motense

    Zeca, quando foi que Viana, Chapadinha e Sta. Quitéria disputaram pela última vez a divisão principal do futebol maranhense? É só para saber se eles também poderiam jogar a Série B neste ano sem serem “convidados”.