Mãozinha…

[gmc 1127023]

Depois de validar um gol de mão na partida entre Ceará x Paraná, no último sábado, pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o árbitro Charles Hebert Cavalcante Ferreira poderá pegar de 30 a 120 dias de suspensão. Paulo Schmitt, procurador do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva),  garantiu ao GLOBOESPORTE.COM que ainda esta semana fará a denúncia contra o árbitro pela infração do artigo 259 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (deixar de observar as regras da modalidade):

– O árbitro será denunciado não só porque o lance foi grotesco, escandaloso,  e também porque ele foi alertado pela auxiliar e, ainda sim, manteve a sua decisão. Ou seja, ele infringiu uma regra da modalidade – afirmou, por telefone.

Paraná Clube não teme punição para Wellington Silva

Procurado pela reportagem do GLOBOESPORTE.COM, Aurival Correia, presidente do Paraná, já acionou o Departamento Jurídico do clube, mas não acredita que o jogador sofrerá qualquer tipo de punição:

– São coisas de um jogo de um futebol, mas não temo por uma punição do jogador. Mas, de tiver, teremos que acatá-la. Vamos nos defender, claro, teremos que analisar esse caso – disse, confirmando que Wellington Silva está orientado a não falar sobre o caso.

Orientado pela Comissão de Arbitragem de Alagoas, árbitro se cala

O árbitro Charles Hebert Cavalcante Ferreira não foi encontrado para falar sobre o caso. O presidente da Comissão de Arbitragem do Estado das Alagoas,  Hércules Martins, afirma que o proibiu de se manifestar sobre o ocorrido no estádio Castelão:

– O senhor Charles está proibido de dar entrevistas com relação ao episódio. Tanto do jogo, quanto do seu afastamento. Ele mesmo pediu nossa orientação. Ele já tinha interesse em não falar e concordei – revelou.

Hércules Martins também confirmou o afastamento do árbitro:

– Inclusive até assisti ao jogo. É notório que houve o erro. Estamos aguardando qualquer determinação da Comissão Nacional de Arbitragem e acatar o que ela determinar. O próprio árbitro solicitou o seu próprio afastamento e já solicitei o deferimento do pedido. Ele só deve voltar em janeiro, no Campeonato Alagoano – concluiu.

Diretoria do Ceará entrará com pedido de impugnação da partida

Prejudicado pela atitude da arbitragem ao validar o gol de mão, o Ceará terminou a rodada no G-4, com 43 pontos e na quarta posição, apesar da derrota. Evandro Leitão, presidente do clube, além de afirmar que os clubes das regiões Sul e Sudeste estão sendo beneficiados constantemente na Série B, garantiu que nesta terça-feira o Ceará entrará com uma representação junto ao STJD para impugnar a partida:

– Essa punição do árbitro não quer dizer nada. Nós vamos entrar com uma medida nessa terça-feira, no STJD. Vamos entrar com uma representação solicitando a impugnação da partida. Já estamos preparando junto ao nosso departamento jurídico e amanhã (terça) estaremos dando entrada.

Reportagem de Marcello Carrapito, do Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Mãozinha…"