Moto news

O presidente do Moto, Cleber Verde autorizou a contratação dos três reforços solicitados pelo técnico Arlindo Azevedo. A prioridade é a contratação de um lateral-direito, um volante e um atacante.

Os três atletas que viriam do Flamengo-PI, por indicação do supervisor Valmir Bastos (Niel, Marcelo Sá e Roni) foram descartados porque o clube piauiense disputará a Copa Piauí.

Valmir não quis antecipar os nomes dos jogadores que estão sendo contactados e reagiu com irritação ao ser perguntado se o Moto iria buscar jogadores que disputaram recentemente as Séries “C” e “D”.

– Eu trouxe um jogador e vocês [imprensa] criticaram e ele já fez seis gols – disse referindo-se ao atacante Didi Cearense.

De fato, Didi Cearense chegou, fez 6 gols, mas o Moto continua na mesma situação. Foi desclassificado do Campeonato Brasileiro Série D, é o terceiro colocado na Taça Cidade de São Luís e só Deus sabe o que vai encontrar pela frente na 2ª divisão do Campeonato Maranhense.

Fiz a pergunta porque os clubes daqui sempre contratam jogadores parados, ou como fez o próprio Valmir, no início do mês quando trouxe o atacante Paulinho que veio do exterior e foi dispensado, sem sequer disputar uma única partida. Que isto não se repita agora porque o tempo é curto e o técnico Arlindo Azevedo precisa de jogadores que venham resolver a situação do clube.

Valmir garantiu que os jogadores estarão aqui até a próxima semana. Quero alertá-lo que o Moto tem dois jogos na próxima semana, nos dias 3 e 6 de setembro.

4 comentários para "Moto news"

  • Moto

    Esse Presidente do Moto é um MENTIROSO……

  • raimundo

    O Arlindo além de competente e honesto, companheiro tem q ser { M,M} mágico e milagreiro.

  • raimundo

    ” Ti liga Kleber COVARDE verde “

  • Henrique Junior

    O Moto, além de buscar a classificação para voltar à 1ª Divisão Maranhense, terá que fazer um planejamento para os anos seguintes…
    Porquer os times maranheses insistem em contratar jogadores descartados por times de fora do nosso Estado?
    Normalmente, os caras chegam e não mostram nenhum diferencial, joga a mesma bola ou pior que os jogadores maranheses.
    Trazer pra fazer o mesmo que os daqui fazem é melhor não trazer, pois aqui tem muito jogador…
    Os clubes deixaram de fazer os amistosos objetivando descobrir jogadores no interior do Estado… para quem não tem dinheiro seria uma boa saida.
    O Aguia de Marabá não tem categoria de base, REcruta atletas na região de Marabá, junto aos clube amadores, contrata jogadores com mai sde 21 anos e tem dado certo.