São Raimundo de olho em Rodrigo Ramos

rodrigo.jpgO São Raimundo entrou em campo contra o Moto classificado para a próxima fase da Série D. No entanto, o time paraense, em nenhum momento, mostrou os motivos que o credenciaram a avançar na competição.

Tanto é, que após a goleada sofrida por 3 a 0 para o Moto, o técnico do São Raimundo, Artur Oliveira, disse que a equipe precisa de reforços para seguir na Série D. E, para o treinador, um reforço que cairia como uma luva em seu elenco seria o goleiro Rodrigo Ramos, que atualmente defende as cores do Sampaio Corrêa.

– Foi um jogo em que erramos demais. Talvez por insegurança atrás porque o Jackson [goleiro] não fazia uma partida há muito tempo. Era um risco que íamos correr. Era o momento de ver quem pode te ajudar ou não. A gente precisa contratar mais um goleiro. Há a possibilidade de a gente pegar o Rodrigo Ramos, do Sampaio, para deixar a equipe mais forte. Alguns jogadores jogaram abaixo do esperado talvez porque a classificação tava garantida – disse Artur Oliveira.

Mesmo não realizando um bom jogo, o técnico do São Raimundo revelou que a derrota deste domingo serve para que algumas lições possam ser tiradas. Para o treinador, a equipe paraense não pode jogar tão mal como jogou contra o Moto.

– É um jogo que você tira algumas lições. Ainda bem que aconteceu no momento em que podia acontecer. Mas hoje jogamos abaixo do esperado. Serve de lição. Acredito que pelo primeiro tempo que fizemos, a equipe perdeu o jogo ali. Foi uma equipe insegura, entramos devagar no jogo e facilitamos nos dois gols do Moto – finalizou.

Logo após a partida, conversei com o goleiro Rodrigo Ramos. Ele realmente confirmou que recebeu o convite do São Raimundo, mas só iria conversar com os dirigentes do time paraense após o jogo com o Moto. Além do São Raimundo, o goleiro do Sampaio também estaria sendo pretendido por uma outra equipe da região.

Texto: Paulo de Tarso Jr./Imirante

Uma resposta para "São Raimundo de olho em Rodrigo Ramos"

  • Hondurenho de puerto lempira

    Moto Clube, uma sucessão de incompetências, senão vejamos: 1- diretoria incompetente que contratou os incompetentes Brasília, Baggio e Bel ( Abel Ribeiro ); 2 -time incompetente, que não conseguiu ganhar em casa os incompetentes Tocantins e Cristal; 3 -atacante Diego Sousa altamente incompetente, que perdeu um gol sozinho, ele e a trave, quando o Moto ganhava o cristal por 1a0 aqui em São Luís; e, por fim; 4 -bandeirinha safado, ladrão, incompetente, e, acima de tudo traidor e anti-nacionalista, que não teve vergonha nehuma de garfar um time do seu próprio estado dentro de sua própria casa,afundando ainda mais o já naufragado futebol maranhense.