Águia faz último coletivo com escalação misteriosa

E o técnico João Galvão continua no despiste. O comandante mudou o seu estilo de ser e não libera, de forma alguma, a escalação do Águia para o jogo de amanhã, contra o Sampaio Corrêa (MA), a partir das 19h, no estádio Zinho Oliveira. A equipe realizou o último treino coletivo na noite de ontem, no mesmo horário da partida contra os maranhenses, que já se encontram na região Sudeste do Estado.

Portões fechados. Foi o que os torcedores do Águia encontraram ao tentarem ver o treino do grupo. A imprensa marabaense já sabia que não teria imagens ou informações da movimentação. A partida está sendo encarada como a última da vida do clube. Todo cuidado está sendo tomado para que a “Bolívia maranhense” nem tenha ideia do que lhe aguarda.

No caso de uma vitória amanhã e uma derrota do Rio Branco (AC) frente ao Luverdense (MT), no próximo domingo (26), em Lucas do Rio Verde, o Azulão garante vaga para a próxima fase do Campeonato Brasileiro da Série C. E esses são os motivos que fazem com que Galvão tenha cautela ao se tratar da onzena que começará jogando.

O certo é que nem os jogadores têm a certeza se começaram como titulares ou ficarão na reserva. Três são os possíveis esquemas que Galvão poderá lançar a campo. O 3-5-2, 4-4-2 e até o 3-6-1 foi treinado durante a semana. Mas, apesar dos mistérios, o “bocudo” deve mesmo usar a formação com três

zagueiros, dois alas, três meias e dois atacantes. As únicas grandes mudanças devem acontecer nas laterais, com a entrada de Sinésio pela direita e Marcondes pela esquerda.

Diário do Pará

Seja o primeiro à comentar em "Águia faz último coletivo com escalação misteriosa"