São Raimundo: Artur em processo de fritura

Pelo menos por enquanto, no técnico do São Raimundo, Artur Oliveira, ninguém tasca. A diretoria da Pantera Mocoronga garantiu que o técnico está blindado sobre qualquer possibilidade de demissão e que o torcedor santareno deve ter, antes de tudo, calma, e confiar no início de trabalho que o comandante está fazendo no Campeonato Brasileiro da Série D. Mas, especulações já dão conta de que Samuel Cândido estaria de sobreaviso, no caso de mais um insucesso do “Rei”.

Artur Oliveira segue prestigiado. Mesmo depois de toda pressão que a torcida alvinegra vem fazendo para a queda do treinador, ocasionada pela primeira e única derrota do time na Quarta Divisão – 1 a 0 diante do Cristal (AP), na noite do último domingo (19), no Barbalhão – , os diretores mocorongos não pensam em trocar o comando. Isso, segundo o diretor Alberto Tolentino, seria uma falta de serenidade. Pelo menos da diretoria ainda não partiu nada sobre a saída do Artur. Nós entendemos que ele é um bom treinador e esse jogo de domingo contra o Cristal, lá em Macapá, será essencial para se tomar qualquer tipo de decisão.

Conversamos com o Artur ao final do jogo do último final de semana, e deixamos bem claro que a culpa não foi só dele, mas também de todo o time, que estava apático”, disse Tolentino.

Apesar das palavras de alento, sabe-se que o “Rei” já não é uma unanimidade na “Pérola do Tapajós”, e que, no caso de mais um tropeço, a troca de técnico seria inevitável.

Diário do Pará

Uma resposta para "São Raimundo: Artur em processo de fritura"

  • Tímon ressuscitado.

    Parece que o tom de já ganhou começa a baixar entre os paraenses. Mas a verdade é que a situação é bem mais difícil para o Sampaio. O Águia já tem 10 pontos e pode chegar a treze pelo menos se fizer o dever de casa (ou ainda dezesseis). Não podemos dizer o mesmo, já que só chegaríamos a dez, perdendo fora e ganhando em casa. Na próxima rodada há aqueles que torcem por um tropeço do Rio Branco frente ao Luverdense a fim de ver o Sampaio com possibilidades de classificação. Se isto ocorrer, obriga o Sampaio a, pelo menos, não perder para o Águia, já que poucas chances teria de permanecer na terceirona em face da última rodada, posto que o Rio Branco jogaria em casa contra um Águia já classificado. Bastaria, para aquele, fazer o dever de casa e nem com uma vitória sobre o Paysandu o Sampaio se livraria da queda. Ou seja, para o Sampaio só resta uma esperança – FAZER QUATRO PONTOS NAS DUAS RODADAS, ou torcer logo para o Rio Branco matar o Luverdense, o que não será uma tarefa fácil no final da reta.