Luverdense faz contas e mantém otimismo

Com três pontos a menos que o líder, o Paysandu, e a dois do vice-líder, o Águia, o Luverdense intensificou nesta segunda-feira, em dois períodos, os treinamentos no Estádio Passos da Ema, visando o próximo compromisso contra o Rio Branco. O jogo será domingo e poderá ser o ingresso para a fase seguinte ou a despedida do Grupo A ou do Campeonato Brasiliro da Série C.

Na verdade, o Luverdense não depende apenas de si para se manter na disputa. Para isso, terá que vencer o Rio Branco, com dois gols de diferença para superar o Paysandu ou o Águia no saldo de gols, e em caso de nenhuma vitória dos dois, que não jogam mais entre si.

Se não ganhar do Rio Branco, então terá que torcer para que o Sampaio Correa não vença o Paysandu, no dia 2 de agosto, na outra semana.

Seriedade e foco

Condicionado à essa engenharia, o Luverdense sob o comando de Tarcísio Pugliesi, está mais concentrado do que nunca. E a boa notícia é que o grupo está unido e muito concentrado, além de muito otimista.

“Se você olhar pelo lado matemático, o quadro é de dificuldade. Se você quiser ver pelo outro lado, tudo é possível. Futebol não tem lógica”, diz Simeão, autor de três gols do time no campeonato.

A notícia ruim é que Pugliesi terá dois desfalques importantes: o goleiro Ronaldo e o meia Felipe, que tomaram o terceiro amarelo contra o Paysandu (1 x 1). Cristiano deve jogar.

No meio campo, ele treinou com Butti mais recuado e lançou Odil, que tem ficado no banco, na ponta esquerda. De qualquer forma, não há ainda qualquer sinalização acerca da equipe do domingo, contra o representante acreano.
 
Jorge Maciel/Futebolpress

Seja o primeiro à comentar em "Luverdense faz contas e mantém otimismo"