Águia exige arbitragem de fora

Para o jogo de domingo, 5, contra o Paysandu, a diretoria do Águia quer arbitragem de fora, seguindo um critério da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que, em outros jogos entre equipes rivais, optou por escalar um árbitro filiado a uma federação diferente do estado de origem dos times. A diretoria do Águia deve oficializar sua posição hoje. No jogo da quarta rodada, em Parauapebas, a CBF escalou o baiano Arilson Bispo da Anunciação.

Diferente daquela ocasião, quando a Federação Paraense de Futebol (FPF), por meio do seu presidente, Antônio Carlos Nunes, tentou interceder junto à CBF para que os árbitros a serem colocados no sorteio fossem paraenses, desta vez, a entidade garante que não fará nenhum pedido. ‘Eles (a CBF) definiram um critério, que foi colocar árbitros de outros estados para apitarem os confrontos entre clubes da mesma federação, e não sou eu quem vai pedir para mudar isso’, afirmou Nunes.

A diretoria do Águia vai solicitar 300 ingressos para sua torcida da carga total de 15 mil que será colocada à disposição dos torcedores a partir desta quarta-feira para a partida contra o Paysandu. ‘Devemos fechar isso (o número de ingressos) amanhã em torno de 300 mesmo. Este é o número que nós também colocamos à disposição do Paysandu no jogo em Parauapebas. Por isso, acreditamos que a diretoria do Paysandu não vai criar problemas em relação a esse pedido’, vislumbrou Andrade.

Recuperado, Marabá quer jogar

Recuperado de cirurgia no ombro direito, sofrida há pouco mais de dois meses, o volante Marabá não vê a hora de voltar a defender o Águia. Ele não deve começar jogando, mas está relacionado para o jogo contra o Paysandu.

Marabá foi submetido a cirurgia no ombro direito em 24 de abril deste ano. O último jogo do volante foi em 16 de abril, diante do Fluminense-RJ, pela Copa do Brasil. ‘O mais difícil já passou, agora é uma evolução natural que os próprios trabalhos diários estão me dando. Com o passar do tempo, vou ganhando mais confiança para ter um condicionamento satisfatório e voltar aos poucos’, afirmou o experiente meia, cujo contrato vai até o término da Série C.

O Liberal

Seja o primeiro à comentar em "Águia exige arbitragem de fora"