Paysandu

A bruxa andou solta na Curuzu, ontem à tarde, durante o último treino do Paysandu para o jogo deste sábado contra o Luverdense, no Mato Grosso. Além de Mael, que ficará afastado dos treinos por 25 dias para curar lesão na coxa direita, o técnico Edson Gaúcho terá mais dois problemas para solucionar: o lateral-direito Jucemar, reserva de Paulo de Tárcio, contraiu virose e o volante Lê, cotado para substituir Mael, sentiu contusão na coxa direita. Eles deixaram o treino, foram atendidos pelo médico bicolor, Wilson Fiel, e não viajaram com a delegação, no início da madrugada de hoje, para Lucas do Rio Verde. O goleiro Paulo Rafael também não treinou por causa de uma luxação no ombro direito. Ele é o terceiro goleiro do elenco.

O time bicolor treinou no sistema 3-5-2, o mesmo utilizado fora de casa no empate por 2 a 2 contra o Águia. Edson Gaúcho substituiu o meia Vélber pelo zagueiro Rogério Corrêa, que passou a formar a trinca de zaga com Roni e Luciano. Rossini entrou no lugar de Lê. Jucemar treinava entre os reservas até pedir para deixar o treino. Balão e Moisés substituíram Zé Carlos e Torrô, respectivamente. O time treinou com Rafael Córdova; Paulo de Tárcio, Roni, Luciano e Aldivan; Dadá, Lê (Rossini), Zeziel e Vélber (Rogério Corrêa); Zé Carlos (Balão) e Torrô (Moisés).

Edson Gaúcho não revelou o time que começa jogando contra o Luverdense. A escalação só será divulgada minutos antes da partida.

A viagem da delegação previa desgaste. A chegada a São Paulo estava prevista para 5h50. Depois do café da manhã, as 9 horas, estava previsto o embarque para Várzea Grande, com chegada às 11h20. Em ônibus fretado, os bicolores seguiriam viagem para Lucas do Rio Verde.

O Liberal

Seja o primeiro à comentar em "Paysandu"