Até quando?

[gmc 1049960] Um torcedor corintiano foi assassinado em confronto com vascaínos antes da semifinal da Copa do Brasil, em São Paulo, entre Corinthians e Vasco.

Um ônibus foi incendiado e outro depredado. A confusão deixou outras oito pessoas feridas.

Não sei onde isto vai parar. É preciso uma punição severa a estes vândalos que insistem em afastar as pessoas de bem dos estádios de futebol no Brasil.

"Até quando?"

  • pc boliviano

    Olha Zeca no Centro Sul do Brasil, o que se vê frequentemente, antes de jogos de fubebol, são cenas que só se observava na epóca da Idade Média, aonde dois ou mais grupos rivais se digladiavam, porém uma meia dúzia de torcedores no jogo do Sampaio com o Águia, não se comportaram corretamente o Ártbitro do Estado do Ceará lançou na súmula, até o que ele não viu, é preciso que os nossas autoridades tomem as providências necessárias para que o Sampaio não seja prejudicado, sabe-se que se qualquer árbitro escrever qualquer coisa, que venha a prejudicar os clubes do norte e nordeste, é sempre acatado pela Justiça Desportiva. Ressalta-se ainda que essas pequenas brigas que aconteceram antes e depois do jogo passado e inclusive o foguete lançado no interior do gramado, foi proporcinado pela torcida tubarões da fiel e eu não sei porque o Ministério Público, ainda não fez a sua extinção, juntamente com os outros marginais da motofolia.

  • Hugo

    O que aconteceu com o Samapio domingo passado é simples de se explicar. A torcida do Sampaio já vem fazendo no campeonato maranhense o que fez domingo passado, só que os Juizes de futebol e a imprensa fazem sempre “vista grossa” e sempre passa por despercebido para aqueles que ficam ouvindo o jogo em casa, a torcida do Sampaio e a Imprensa tem de saber que serie C é diferentes do campeonato maranhense, que é organizado por uma federação sem moral e que tem um presidente que não se preocupa com seus afiliados.

  • Renato Viana Waquim

    É difícil acreditar que vamos realizar uma copa outra vez, principalmente olhando imagens como esta.
    Abraços.