Vélber envergonhado

O ídolo calçou as sandálias da humildade. Vélber pediu desculpas aos torcedores do Paysandu por conta da péssima atuação dele diante do Sampaio Corrêa/MA, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. O meia esteve tão mal que foi substituído por Balão no intervalo. Contudo, ele sofreu com fortes dores lombares. ‘Mas isso não pode ser usado como desculpa’, reiterou o jogador, ao prometer uma atuação de gala na partida contra o Rio Branco/AC, o próximo desafio bicolor pelo grupo A da competição.

Vélber admite que deixou o Mangueirão em débito com os torcedores, que sempre esperam mais do Risadinha. Afinal, ele praticamente carregou o time nas costas no Campeonato Paraense deste ano. ‘Realmente não consegui desenvolver o mesmo futebol que estou acostumado a mostrar’, disse. O jogador, porém, preferiu não creditar o problema às dores que sentia na região lombar. ‘Não posso culpar a dor. Tem dia em que as coisas não funcionam mesmo da maneira que a gente gostaria que funcionassem’.

‘Não fui bem no jogo, mas isso é normal na carreira de todo jogador. Nem sempre se consegue produzir um bom futebol. Tem dia em que as coisas não funcionam mesmo’, disse Vélber, ao comentar a falta de inspiração. O fato de não ter ido bem na estreia do Papão na Série C, não é, segundo o meia, motivo de preocupação. ‘Vamos fazer outros jogos e posso muito bem me recuperar. Tenho confiança que vou ser o mesmo jogador caso seja escalado contra o Rio Branco’.

Sobre a atuação geral do Paysandu contra o Sampaio Corrêa, Vélber procurou amenizar o fraco desempenho: ‘Não fizemos um excelente jogo. Todo mundo viu que o time não foi o mesmo dos jogos anteriores’, analisou. ‘Mas, francamente, prefiro mil vezes jogar jogar mal e vencer do que jogar bonitinho e sair de campo com a derrota’, apontou. A tensão, por se tratar de uma partida de estreia, na opinião do meia, teve influência no rendimento apresentado pelo Papão.

O Liberal

Seja o primeiro à comentar em "Vélber envergonhado"