Águia não muda

O técnico João Galvão gostou da atuação do Águia na vitória de 1 a 0 sobre o Rio Branco-AC, no domingo passado, pela rodada inaugural da Série C do Campeonato Brasileiro. Por isso, o time não deve ter alterações para o jogo contra o Sampaio Corrêa, domingo, em São Luís, no Estádio Nhozinho Santos. Embora o treinador tenha reconhecido que sua equipe precisa melhorar em alguns aspectos, dificilmente ocorrerá alguma novidade. Não há atletas suspensos. O centroavante Bruno Rangel, que entrou no segundo tempo, foi bastante elogiado por Galvão, mas é improvável sua entrada. Para que ela ocorresse, Felipe Mamão teria que ir para o banco.

Contra o Estrelão, Bruno Rangel atuou mais tempo fora da área no primeiro tempo e teve poucas oportunidades para finalizar jogadas. Depois do jogo, João Galvão explicou que essa não era a idéia inicial. Ele deveria ajudar na marcação, mas apenas até a linha do meio do campo, deixando a tarefa para Analdo e Daniel a partir dali. No segundo tempo, o atacante foi sacado para a entrada de Bruno Rangel, que terminou por marcar o gol da vitória.

Sobre a estratégia para o primeiro compromisso fora de casa pela Série C, Galvão garantiu que o Águia irá a campo contra o Sampaio com a mesma postura agressiva com a qual costuma atuar diante de sua torcida. ‘O Águia tem seu jeito e ficará assim. Não vamos ficar apenas esperando o Sampaio. Além de explorar os contra-ataques, também temos que tomar a iniciativa do jogo para não ficarmos o tempo todo imprensados contra a parede’, avisou o treinador.

Mesmo recuperado de lesão no tornozelo, o lateral-direito Sinésio, titular no Campeonato Paraense, deve continuar fora do time do Águia para o jogo contra o Sampaio Corrêa. O motivo é o bom desempenho do reserva Léo Rosas, que deu conta do recado.

Tabuzinho

Além do tabu de jamais ter vencido o Paysandu em campeonatos brasileiros, o Sampaio Corrêa terá que enfrentar o Águia de Marabá de olho em outra escrita. O time maranhense enfrentou o Águia apenas duas vezes em toda a história e não venceu – perdeu a primeira partida em casa e empatou a segunda em Marabá.

Os dois jogos foram disputados no ano passado, pela 2ª fase da Série C. Apesar de não ter conseguido superar o Azulão, o Sampaio assegurou sua permanência na Terceirona diante do time paraense. No primeiro confronto, no dia 3 de agosto, o Águia venceu a partida, por 2 a 1, em pleno Nhozinho Santos.

No 2º jogo, no dia 6 de setembro, o Sampaio foi a Marabá precisando vencer para avançar para a 3ª fase. Mas o Águia abriu o placar e no último minuto de jogo, Célio Codó, que tinha entrado no segundo tempo, empatou e o Sampaio ficou na 17ª colocação. O resultado eliminou o time maranhense, mas evitou a sua queda para a Série D.

O Liberal

"Águia não muda"

  • Joao Pedro

    O águia vai dar tanta bicada no tubarão que vai parecer que está com sarampo, voa tubarão no bico da aguia para “D” divisão, eu quero é ver o choro da tua torcidinha fuar., e o povo dizendo olha lá um tubarãozinho sendo carregado por uma águia,… hi.hi.hi,hi,hi….é bom?