De olho no Águia…

O técnico do Águia, João Galvão, minimizou as dificuldades encontradas na primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. Domingo, no Rosenão, em Parauapebas, a equipe marabaense levou a melhor sobre o Rio Branco-AC por 1 a 0. ‘O mais importante de tudo foi começar ganhando. Foi uma boa estreia, com os pés no chão, e assim que deve ser no restante do campeonato’, declarou o treinador. Na próxima rodada, o time de Marabá viaja até São Luís para enfrentar o Sampaio Corrêa-MA, no Estádio Nhozinho Santos. Para esta partida, o treinador espera contar com os retornos do lateral-direito Sinésio e do volante Marabá, que estão em recuperação de problemas musculares.

Sem poder comandar sua equipe da área técnica, em virtude da suspensão de 80 dias imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o treinador analisou o desempenho de sua equipe com base no que viu das arquibancadas. ‘Nós sabíamos que seria difícil, mas o importante é que a equipe venceu. O time fez um bom primeiro tempo, mas não conseguiu aproveitar as oportunidades criadas. Mas entrou melhor no segundo tempo e fez o gol logo no início. Poderíamos ter ampliado, mas o importante é que garantimos os três pontos’, afirmou o treinador.

Um dos poucos destaques do time na partida, o meia Soares elogiou a disposição da equipe e o atacante Bruno Rangel, autor do gol da vitória. ‘Tivemos muita dedicação e empenho e, com o gol do Bruno Rangel, conseguimos levar esta vantagem para a segunda partida’.

‘Fui abençoado’, diz Bruno Rangel

‘Fui abençoado’. Desta forma, o atacante Bruno Rangel definiu a importância de seu gol, o da vitória do Águia sobre o Rio Branco-AC por 1 a 0, no estádio Rosenão, em Parauapebas, e que garantiu os primeiros três pontos da equipe na estreia da Série C do Campeonato Brasileiro. O gol foi marcado aos 10 minutos do segundo tempo. Rangel começou no banco de reservas e entrou em campo somente na etapa final, no lugar do atacante Felipe Mamão. De acordo com o atacante, ele tinha a função de prender a bola no ataque. Foi além. Logo em sua primeira jogada, escorou cobrança de falta de Soares e fez o gol do jogo. ‘Fui abençoado. Fiz um gol logo na primeira vez que peguei na bola. Foi algo de Deus’, disse.

Bruno Rangel espera agora por outras chances para tentar garantir uma vaga entre os titulares. O atacante disse que pretende usar a experiência na Terceirona que adquiriu jogando pelo Ananindeua, em 2006 e 2007, e pelo Boavista (RJ), no ano passado: ‘A Série C é uma competição diferente e espero passar isso para os meus companheiros’.

Bruno Rangel tem 24 anos, mede 1,81m e pesa 70kg. Ele iniciou a carreira no Goytacaz (RJ) e passou por clubes como Americano (RJ), Angra (RJ), Ananindeua, Boavista (RJ) e Baraúnas (PB). No Ananindeua, ele foi vice-artilheiro da Série C do Brasileiro em 2006.

O Liberal

Seja o primeiro à comentar em "De olho no Águia…"