Paysandu espera por público recorde no Mangueirão

A diretoria do Paysandu decidiu antecipar em um dia a venda de ingressos para o jogo de domingo, 24, no Mangueirão, contra o Sampaio Corrêa, do Maranhão, estréia das equipes na Série C do Campeonato Brasileiro. A informação era de que os bilhetes só estariam à disposição do torcer a partir de hoje. Mas ontem mesmo o público já passou a comprar a sua entrada no estádio e sede social do Papão, além posto Chermont (na avenida Doutor Freitas, próximo ao Hangar). Uma carga de 35 mil bilhetes, confeccionados pela BWA, foi disponibilizada ao público. Dependendo da procura, mais ingressos serão produzidos.

Pela manhã, apenas os ingressos com preços normais de R$ 15 (arquibancada) e R$ 30 (cadeira) foram disponibilizados ao torcedor. Os bilhetes para o público feminino, nos valores de R$ 7 e R$ 15, respectivamente, só seriam colocado nos postos de venda no período da tarde. Já as gratuidades, destinadas a aposentados e torcedores com necessidades especiais, e as meias-entradas para estudantes só serão disponibilizadas amanhã.

O presidente do Paysandu, Luis Omar Pinheiro, prometeu tomar conta pessoalmente do gerenciamento das vendas. ‘Quero evitar problemas’, justificou. ‘Não quero ver o nosso torcedor sofrendo para comprar o seu ingresso’, disse. O dirigente também prometeu tentar um acordo com uma rede de farmácias para a melhor distribuição dos pontos de venda. Mas isso somente ontem, mostrando que a direção bicolor, apesar de todo o tempo que teve, não se preparou adequadamente para atrair o torcedor para o jogo com o Sampaio.

‘Esse contrato com a rede de farmácias já deveria ter sido fechado desde o final do Campeonato Paraense’, ponderou Luis Omar. ‘Jamais deveria ter sido deixada para cima da hora. Esse amadorismo é que atrapalha’, criticou o torcedor Carlos Rosalbo Rosas Damasceno, de 38 anos, enquanto aguardava o início das vendas, ontem. Ele sugeriu à diretoria bicolor a confecção de carnês com a venda de todos os ingressos dos jogos do time na primeira fase da Terceirona. ‘Seria uma forma de o clube ter arrecadação antecipada’, justificou.

O Liberal

Seja o primeiro à comentar em "Paysandu espera por público recorde no Mangueirão"