Quero pagar para ver acontecer

Não quero ser o mais pessimista dos homens, mas vou pagar para ver acontecer tudo que está sendo dito pela diretoria do Moto, após o inacreditável rebaixamento para a 2ª divisão do futebol maranhense.

Não vou comentar a entrevista do presidente Cleber Verde concedida à Rádio Mirante AM. Por enquanto, tudo que ouvi foi mera repetição. Quero ver para crer. Quem sabe eu não quebre a cara. Seria bom demais ter que vir aqui no mês de novembro admitir que estava errado e eles estavam certos.

Não tenho a menor dúvida que o trabalho de reconquista da estima da torcida rubro-negra passa obrigatóriamente por uma boa campanha na Série D. E boa campanha significa chegar entre os quatro primeiros e garantir o acesso à Série C em 2010. Mas isso não quer dizer que tudo que aconteceu este ano será esquecido. O vexame do rebaixamento já faz parte da história rubro-negra.

Falam em uma grande equipe para a Série D. Anunciam mais cinco ou seis jogadores. É pouco. Pelo que estamos acostumados a ver, será uma equipe modesta, a exemplo da atual, mas sinceramente espero que bem melhor, caso contrário os rubro-negros terão que amargar um novo fracasso.

"Quero pagar para ver acontecer"

  • Thadeu Nunes

    Caro Zeca,
    Fico imaginando como estaria o saudoso Raul Menezes agora?
    As vezes temos q dá um passo p trás, para podermos avançar, mas tbmnão acredito num sucesso do Moto, ainda mais com o PRESIDENTE AMADOR q o Moto tem!!! Abraços fica c Deus.

  • Jeorge

    Zeca concordo plenamente com vc, até mesmo pelas palavras na entrevista,não se sentiu firmeza,vibração,vontade verdadeira de dar uma reviravolta e recolocar o Moto em seu devido lugar, o que vejo são apenas discursos de quem parece está em um palanque pedindo voto,a torcida quer uma atitude positiva urgente,quer que tudo saia do campo das palavras e transforme em realidade e tenho certeza que o sentimento de todo torcedor motense é a mesma e se ele fosse para rádio assumir a culpa e anuciar a renuncia de pessoas que todos nós sabemos só estão atrapalhando,tenho certeza que a coisa começaria mudar,mais até agora nada,este presidente ao invés de unir todos o motenses para ajudar o clube está fazendo ao contrário,está usando o clube como grupo politico e isto só atrapalha.

  • jorge gobel

    Zeca,
    Me parece que voce está querendo virar São Tomé. Acho que não é só voce, mais toda a torcida do Moto Club. Todos estão pagando pra ver. O atual Presidente precisa se conscientizar que o clube que ele dirige não está aí para fazer parte e sim para cumprir o seu papel de time grande do futebol do Maranhão. Concordo quando voce diz que o presidente ja entrou para a historia do futebol maranhense. Ele conseguiu com o seu amadorismo e falta de compromisso levar o Moto para a segunda divisão. Isso é vergonhoso para uma clube com a tradição do Moto. Não quero acreditar, depois da sua entrevista coletiva, que o presidente irá cair no mesmo erro do campeonato estadual. Aí sim, comprovaria ser ele, muito bom de lábia. Acredito que o erro cometido por ele na condução do Moto no campeonato estadual, não se apagará da mente dos torcedores motenses, mais para amenizar a dor e o sofrimento desses abnegados, somente a formação de uma grande equipe para a disputa da série D. Acho que para salvar a pele e o prestigio do presidente só mesmo a conquista da vaga para a série C. Taí uma grande oportunidade para o comandante maior se redimir com a nação rubro negra. No fundo, no fundo eu tambem pago pra ver.
    um abraço
    Gobel

  • José de Oliveira Ramos

    Õlá Zeca, a gente se fala tão pouco que é até estranho que eu participe do seu blog fazendo algum comentário, mesmo sabendo que que ele não é fechado para quem desejar participar. Peço desculpas se me alongar muito. Nesta semana produzi uma matéria sobre a queda do Moto. Mas aquilo, evidentemente, nada tem com o seu assunto acima.
    Muitas pessoass criticam a minha posição em relação ao futebol maranhense e a esse ou aquele clube. Sinceramente falando, são tão poucas as coisas para serem elogiadas que, se procurarmos com uma lupa, elas ainda ficarão escondidas. Não dá para encontrar motivos para elogiar o futebol local com uma Federação como a daqui e, sinceramente, é lastimável que muitos da Imprensa estejam “alinhados” (essa palavra é boa, não é mesmo? É mais sutil!) com a mentora e fiquem “tão desinteressadamente” procurando justificar os erros medíocres que a entidade comete. Mas não quero enveredar por esse caminho.
    O Moto é o “primeiro” clube dos chamados grandes a descer para a segunda divisão de um campeonato cuja primeira divisão é uma boa “eme”, tudo por conta de erros administrativos que contam, na maioria das vezes, com a unanimidade dos dirigentes de clubes. Nem vou discutir se o Moto foi prejudicado pela tabela ou pelo que aconteceu depois, haja vista que o Moto participou de tudo. Aceitou tudo. Assinou tudo. Concordou com tudo. E, assim sendo, por quê reclamar agora?

    O time do Moto neste 2009 não era tão inferior aos adversários. Mas, veja, para apenas 8 ou 9 jogos, quantas vezes o Moto trocou de treinador, quantas vezes ficou à deriva e com sérios problemas administrativos. É simplesmente ridículo e inaceitável que um time que tem um ótimo CT (graças ao esquecido Eugênio Rodrigues que perdeu parte do seu patrimônio pessoal – ao contrário de alguns políticos que tiram não se sabe de onde para colocar pensando exclusivamente em votos) se envolva com uma ridícula e inaceitável dívida de hotel. Depois, confirmando a incompetência, o presidente fala em “Casa de Atleta” que nada mais é que empurrar a solução do problema com a barriga. E por quê não colocar os jogadores nos alojamentos do CT e, se esses jogadores não quiserem por esse ou por aquele motivo, mandá-los alugar onde morar. Afinal de contas, você que é um assalariado, a Mirante paga o aluguel ou a prestação ou os encargos da sua residência? E por quê tem que ser diferente com jogadores de futebol?

    O outro assunto – e último – lamentável é alguns membros da Imprensa (rádio, jornal e televisão) que hipocritamente falam em resgatar a credibilidade do futebol maranhense ficarem “defendendo” que, em vez de disputar a Segunda Divisão apenas em 2010, como é o certo, o Moto faça isso agora, só porque, equivocadamente e sem respeito para com o futebol, a FMF já cometeu essa idiotice colocando o Americano pela janela. Essas pessoas da Imprensa que ficam falando isso deveriam era esquecer definitivamente essa coisa que estão chamando de “jurisprudência”, sentirem vergonha de levantar a lebre. Esse é o primeiro e único passo em direção à recuperação moral e da credibildiade do nosso futebol. Pena que outras pessoas pensem diferente e pena que precise acontecer exatamente com o Moto. E daí que a situação agora é com o Moto? Dizem algumas bestas quadradas: “como fica um campeonato sem o Moto?” Aí eu respondo com uma pergunta: e qual foi a importância do Moto neste campeonato de 2009? Não seria melhor e menos vergonhoso dizermos que o Moto sequer participou? Abraços, desculpa tomar seu tempo e tanto espaço. Com certeza, não espero ser compreendido. É sempre assim quando se defende a retidão, doa a quem doer, prejudique a quem prejudicar. Queria ter visto no ano passado, como seria se o MAC tivesse sido rebaixado. Abraço.

  • Ze carlos

    Meu Caro José Oliveira Ramos, você está certissimo, uma parte da imprensa que passa o ano inteiro “esculhambando” a FMF, vem agora defender uma v”virada de mesa”, coisa que foi banida no nosso futebol desde quando surgiu o Estatuto do torcedor.

    O próprio Zeca Soares, já deveria postar um comentário sobre o assunto, principalmento abordando, oo Regulamento do campeonato de 2009.

    art. 6º § 2º quando lá diz “que os dois últimos colocados em pontos ganhos será rebaixado para a séire B de 2010”
    é um prato cheio para quem sentir prejudicado, Clubes, Torcedores ou qualquer entidade entrar na Justiça, duvido se o TJD-MA(quae segundo seu presidente trabalha à luz do regulamento) o STJD e até a justiça comum.

    ACABOU AQUELE TEMPO DE VIRADA DE MESA.

    RESPOSTA: JÁ FALEI ISSO AQUI MEU AMIGO ZÉ CARLOS, MAS SE VOCÊ QUER SABER MINHA OPINIÃO MAIS UMA VEZ…. CAIU TEM QUE DISPUTAR A SEGUNDA DIVISÃO EM 2010 E VOLTAR EM 2011. AGORA NÃO TENTE ME CONVENCER QUE O ESTATUTO DO TORCEDOR VALE PARA ALGUMA COISA. QUE BOM SE VOCÊ COMO TORCEDOR JÁ TIVESSE ENTRADO NA JUSTIÇA CONTRA OS ESCÂNDALOS DESSA NOSSA FEDERAÇÃO. TALVEZ ALGUMA COISA JÁ TIVESSE MUDADO NO NOSSO FUTEBOL.

  • JOÃO CARLOS

    AS CRITICAS QUE SÃO FEITAS Á ESSE TAL DE OLIVEIRA RAMOS TEM FUNDAMENTOS ELE VEM LÁ DO CEARÁ FUGINDO DA SECA E SÓ VIVE CRITICANDO O FUTEBOL DO NOSSO ESTADO ESPECIALMENTE O SAMPAIO, ELE NÃO PASSA DE UM RECALCADO ELE É APENAS UM REPORTER DO FUTEBOL AMADOR NÃO PASSARA DISSO, VOLTA PRA TUA TERRA ZÉ

  • ACR Motense

    O Estatuto do Torcedor é uma lei de 2003, portanto já estava em vigor quando o Comerciário disputou a segunda no mesmo ano em que caiu e também quando o BEC foi convidado para participar da divisão principal do futebol maranhense depois de vários anos afastado das competições. Tb acho que o meu Moto deve disputar a segunda divisão, mas não queiram tirá-lo para “Cristo” de uma pseudo moralização do futebol maranhense.
    Então tá, vamos cumprir o Estatuto do Torcedor?
    Vamos anular o campeonato, tantos foram os artigos do regulamento desrespeitados pela FMF. Até o TJD foi desrespeitado.
    Pimenta no c… dos outros é refresco. Esse discurso demagogo não cola, com o devido respeito.
    MOTO SEMPRE! MEU AMOR NÃO TEM DIVISÃO, SÓ AUMENTA!