Destaques do clássico MAC e Sampaio

Três jogadores brilharam, no clássico entre Maranhão e Sampaio, nesta quinta-feira. No MAC, os donos da bola foram Alberto (lateral-direito) e Edgar (atacante). Já no Sampaio, o destaque foi o lateral-direito Daílson, principalmente no 2º tempo. Confira as notas do BLOG:

MARANHÃO

RONDINELLI – Esteve bem no jogo, mas em alguns momentos quando sai do gol deixa a torcida do MAC com o coração na mão. Nota: 6,0
ALBERTO – Muito bom no apoio e firme na marcação. Mostrou qualidade na hora dos cruzamentos, inclusive no lance do gol atleticano. Nota: 8,5
DEIVID – Não apareceu, mas não deu chance ao Tico Mineiro em toda partida. Nota: 7,0
ALAN SANTOS – Sentiu a falta de ritmo de jogo e estava visivelmente nervoso, principalmente no 1º turno quando fez várias faltas desnecessárias. Nota: 6,0
WALLA – Entrou no 2º tempo no lugar de Alan Santos. Sem nota
CLAYTON CEARENSE – Ao contrário de Alberto, saiu pouco para o jogo, mas foi importante na ajuda na defesa. Nota: 6,5.
JOBINHO – Entrou muito bem. Foi ao ataque ainda mandou uma bomba que explodiu contra o travessão direito. Nota: 6,5
WILSON – Não fez uma grande partida. Foi o pior do meio-campo do MAC. Nota: 5,0
RÉGIS – Teve papel fundamental e conseguiu anular o meia Cléber Oliveira. Quando preciso ainda saiu para o jogo. Nota: 8,0
FRANCISCO Jr. – Limitou-se a marcar. Pouco se arriscou ao ataque. Nota: 5,5
DIEGO – Jogou totalmente sem marcação e demonstrou muita qualidade. Nota: 7,0
JÁDER – Entrou no fim do 2º tempo e pouco acrescentou. Nota: 4,5
ZÉ MARIA – Deu muito trabalho à defesa Tricolor. Quase marca um gol de cabeça, salvo por Rodrigo Ramos. Nota: 7,5
EDGAR – Outra vez estava numa tarde inspirada. Ganhou fácil o duelo com toda a defesa do Sampaio, principalmente no 1º tempo. Fez o gol da vitória. Nota: 8,0
HILTINHO SOARES – Vai ter muito trabalho com este time do MAC que alterna bons e maus momentos. Poderia ter substituído Alan Santos que estava muito nervoso, ainda no intervalo. Nota: 6,5

SAMPAIO

RODRIO RAMOS – Fez duas defesas milagrosas, mas voltou a errar na reposição da bola. Nota: 7,0
DAÍLSON – Foi o melhor do Sampaio em campo. Jogou os últimos 45 minutos o tempo quase todo no ataque. Nota: 8,0
LEANDRO – Deveria ter tomado mais a responsabilidade para si. Também ficou olhando os meninos do MAC mandar em campo. Nota: 5,0
JOÍLDO – Fez a sua pior partida no Sampaio. Juntamente com Leandro ficou olhando o ataque do MAC jogar. Nota: 4,5
TICA – Apenas se limitou a marcar. Nota: 5,0
GUILHERME – Não teve tempo para mostrar muita coisa. Sem nota
MARCELO MENDES – Tomou um sufoco com os contra-ataques do MAC e quase sempre foi envolvido. Nota: 5,0
CRISTIANO – Deveria ter atuado mais recuado. É mais firme na marcação. Nota: 5,0
ELOIR – Foi o pior em campo. Errou pelo menos 8 passes no 1º tempo e acabou substituído no intervalo. Nota: 3,5
WILSON PAULISTA – Entrou no lugar de Eloir, mas também acrescentou pouco ao time. Nota: 4,5
CLEBER OLIVEIRA – Não quis jogar futebol. Não ciou nada, nem marcou. Nota: 4,0
TICO MINEIRO – Fez a sua pior partida no Sampaio, muito marcado teve que recuar por várias vezes para buscar a bola. Nota: 4,5
TIAGO MIRACEMA – Perdeu um gol daqueles que qualquer um faria. Poderia ter mudado a história do jogo com este lance. Fora isto não existiu em campo. Nota: 4,0
GABRIEL – Entrou com muita vontade, mas facilitou a marcação ao abusar em conduzir a bola. Ainda assim conseguiu cavar algumas faltas na entrada da área. Nota: 4,5
ARLINDO AZEVEDO – Substituiu os jogadores que não estavam rendendo bem, mas não teve sorte com aqueles que entraram em campo. Nota: 6,0

5 comentários para "Destaques do clássico MAC e Sampaio"

  • Evandro Paiva

    Zeca, checa aí de quem é o passe do Alberto: dele, do River ou do Ferroviário? Eu só sei que ele está fazendo uma falta tremenda no River, porque ele atua bem tanto na lateral-direita como de volante.

    RESPOSTA: Passou pelo Ríver.

  • José Carlos Pereira Martins

    O Sampaio foi um time apatico, sem criatividade e preguiçoso nso primeiros 45min. A defesa não se entendia, com os dois centrais Leandro e Johildo, sendo envolvidos pelos atacantes quadricolores, que levaram sempre a melhor com a defesa boliviana. O Meio de campo capengava com Marcelo Mendes jogando mal, Cristiano muito adiantado e Eloir sem acertar passes à meia distância e, preguiçoso taticamente. A peça que deveria criar, Cleber Oliveira, não entrou em campo para jogar, ficou a fazer pose durante os 90 min. Sem o meio de campo funcionar, o ataque lutava desesperadamente na busca da bola, com Tico Mineiro ora saindo da área, ora se escondendo entre os zagueiros maqueanos, sem no entanto finalizar. Salvou apenas o bom futebol de Daílson, que mostrou que sabe jogar tanto como lateral fixo ou como ala. Esse foi o Sampaio que vi durante o samará, quiçá não seja o mesmo a enfrentar o nosso mais ferrenho adversário.

  • Ricardo Veras

    Engraçado como é o futebol. Esse Alberto era terceiro reserva aqui no Ferroviário. Nas poucas vezes que jogou só deu raiva. Enquanto o Edgar fez a pré-temporada aqui no Ferrão também e acabou sendo dispensado sem nunca ter estreado, estranhamente. E agora os dois são os destaques do time do Maranhão. Fico feliz por eles. Outra surpresa: Wilson, um dos xerifões aqui no Ferroviário, segundo análise do Zeca, foi mal. É o futebol.

  • IRAMAR T ARAUJO TUNTUM

    Quero dar os parabens para oRÉGIS pois ele é filho de TUNTUM valeu garoto boa sorte

  • IRAMAR T ARAUJO TUNTUM

    Quero dar os parabens para oRÉGIS pois ele é filho de TUNTUM valeu garoto boa sorte