Empate mantém todos na briga

jvesampaioblog.jpg

Deu empate na partida entre JV e Sampaio pelo returno do triangular final do primeiro turno do Campeonato Maranhense. Após muita indefinição para saber onde seria realizado o jogo, a partida foi mesmo no CT Walter Lira, campo do JV. O jogo começou muito equilibrado com algumas chances para as duas equipes, mas apesar de atuar fora de casa, o Sampaio não se intimidou e abriu o placar aos 17 minutos do primeiro tempo, com o gol contra de Daniel Menezes, mas que foi assinalado para Marcinho, meia do Tricolor.

O JV manteve a calma e dominou o restante da primeira etapa, mas o gol de empate não saiu graças a Rodrigo Ramos. O goleiro Tricolor fez boas defesas e deixou o Sampaio com a vantagem ao final do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, o JV começou assustando logo com 1 minuto, mas aos poucos, o ímpeto do time da cidade de Imperatriz foi diminuindo e o jogo ficou morno. Morno até os 37 minutos, quando, de pênalti, Cosme igualou o marcador para o JV.

Daí para o final somente o JV jogou. Foram dez minutos de pura pressão do JV em busca da virada. Mas o dia era de Rodrigo Ramos. O goleiro fechou o gol e garantiu o empate por 1 a 1 fora de casa.

O empate por 1 a 1 manteve o JV na ponta do triangular final com 4 pontos, mesma pontuação do Sampaio que perde no saldo de gol (1 contra -1). Em terceiro vem o São José, com 3 pontos ganhos.

Primeiro Tempo – Rodrigo Ramos garante vantagem Tricolor

O duelo tão esperado entre JV e Sampaio finalmente aconteceu após uma semana de muita polêmica sobre o local da partida. E como já se esperava, a partida começou muito equilibrada. JV e Sampaio tiveram algumas chances antes do 15 minutos, mas nada do gol aparecer.

Aos 17 minutos, o Sampaio conseguiu furar a defesa do JV e abriu o marcador, contando com a colaboração de Daniel Menezes, jogador do time de imperatrizense. Após bela cobrança de falta de Marcinho, Tico Mineiro subiu para cabecear, mas antes do goleador Tricolor cabecear, Daniel Menezes desviou a bola para o fundo das redes do JV. O goleiro Vicente nada pôde fazer para evitar o gol. No entanto, o árbitro da partida, Robson Ferreira Martins, deu o gol para Marcinho. JV 0 x 1 Sampaio.

O JV não sentiu tanto o gol e, aos 25 minutos, o Trator de Camaçari criou grande chance com Romarinho. O jogador invadiu a grande área, mas Rodrigo Ramos fez boa defesa e colocou para escanteio. No minuto seguinte, após cruzamento para a área do Sampaio, Toninho subiu sozinho, mas errou o cabeceio e desperdiçou a oportunidade de igualar o marcador. Sampaio continuava com a vantagem de um gol, mas era o JV que dominava o jogo.

Após o gol, o Sampaio parou de atacar. Enquanto isso, o JV criava oportunidades, mas esbarrava no goleiro Rodrigo Ramos, que realizava boa partida. Quanto mais o JV pressionava, mais Rodrigo Ramos aparecia para salvar o Tricolor. Aos 40 minutos, o atacante Valdanes dominou a bola na grande área e chutou. Rodrigo Ramos fez belíssima defesa e manteve o Sampaio na frente. JV 0 x 1 Sampaio.

Fim da primeira etapa. O Sampaio ia quebrando a invencibilidade do JV, dentro do CT Walter Lira, em Imperatriz.

Segundo Tempo – Poucas emoções

A etapa final começou em ritmo intenso. O JV tentou surpreender o Tricolor e logo com um minuto de partida, Valdanes avançou em alta velocidade e rolou para Toninho, que não foi feliz na finalização. O atacante do JV chutou para fora e o Sampaio respirou aliviado.

Aos 4 minutos, o Tricolor respondeu e por muito pouco a resposta não estufou as redes do JV. Em jogada rápida, Juninho invadiu a grande área e Vicente defendeu e evitou o segundo grito de gol do Sampaio. JV continuava em desvantagem: 1 a 0 a favor do Mais Querido.

O jogo continuou muito equilibrado. O JV buscava o empate com todas as forças. Aos poucos, o JV ia dominando a partida, mas a defesa do Sampaio se segurava como podia e utilizava os contra-ataques para ampliar a vantagem. Apesar de estar em desvantagem, o JV não conseguia criar grandes chances para empatar e o Sampaio, estava satisfeito com o resultado. Persiste o marcador: JV 0 x 1 Sampaio.

Aos 22, o JV conseguiu assustar Rodrigo Ramos. Após cobrança de falta para a grande área, o zagueiro Joíldo, do Sampaio, subiu e desviou para trás. Rodrigo Ramos jogou para escanteio evitando o gol de empate. Mas o jogo, que começou em alta velocidade no segundo tempo, ficou morno e com pouquíssimas chances de gol para as duas equipes.

A partida esquentou somente aos 37 minutos. Valdanes invadiu a grande área e driblou Robinho. O zagueiro do Sampaio puxou a camisa do atacante e o árbitro não teve dúvidas e assinalou pênalti. Na cobrança, Cosme bateu forte, a bola bateu na trave e foi morrer no fundo do gol. É o empate do JV: 1 a 1.

O gol revigorou as forças do JV. Aos 39 minutos, a defesa do Sampaio deu bobeira e Rivelino driblou Rodrigo Ramos. O atacante do JV bateu para o gol, mas o zagueiro do Sampaio conseguiu se recuperar e jogar a bola para escanteio. O Trator é sinônimo de pressão nos minutos finais.

O Sampaio é Rodrigo Ramos e mais dez

E a pressão do JV só não deu resultado graças a Rodrigo Ramos. O goleiro estava em tarde inspirada. Quando a pressão aumentou, o goleiro Tricolor mostrou porque é considerado o melhor arqueiro do futebol maranhense. Foi simplesmente perfeito e segurou o resultado.

Aos 44, o ataque do JV conseguiu envolver o setor defensivo do Sampaio e cara a cara, o atacante do JV chuta forte e Rodrigo Ramos faz grande defesa e joga para escanteio. Na sequência, cruzamento na medida para Romarinho. O atacante cabeceia e Rodrigo Ramos salva o Sampaio com a ponta dos dedos e joga a bola novamente para escanteio.

E não parou por aí a pressão do JV. Aos 48, Ismael bate de fora da área e o goleiro do Sampaio consegue desviar a trajetória da bola, que tinha o endereço certo. A bola ainda tira tinta da trave antes de ir para fora. E foi só: JV, mantém a invencibilidade em casa, 1, Sampaio, que tem que agradecer muito a Rodrigo Ramos, também 1.

Com o resultado, o JV se mantém na primeira colocação do triangular final com 4 pontos ganhos, mesma pontuação do Sampaio, que é o segundo devido ao saldo de gols (1 contra -1).

Redação: Paulo Jr. /Imirante e foto: Antonio José Pinheiro

Seja o primeiro à comentar em "Empate mantém todos na briga"