“Vencer é obrigação”

020014668-dp00.jpgKaká admite cobrança nos jogos diante da torcida: espetáculo na medida do possível

Faltam pontos e gols para o Brasil nos jogos recentes em casa pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010. São três empates seguidos dentro do país, todos por 0 a 0, contra Argentina, Bolívia e Colômbia. O duelo desta quarta-feira, contra o Peru, no Beira-Rio, pinta como oportunidade para os comandados de Dunga encerrarem o jejum, que emagrece a paciência do torcedor desde 2007. Boa parte da esperança está em Kaká, recuperado de lesão no pé esquerdo. O meia do Milan deve começar o jogo e admite: só a vitória é aceitável.

– O Brasil sempre tem a obrigação de vencer em casa e, na medida do possível, dando espetáculo. Sabemos que teremos dificuldades contra o Peru. É uma seleção que está em último na classificação e, por isso, vai fazer o possível para dificultar contra nós – disse o meia.

O jogador prefere deixar de lado os maus resultados dentro do Brasil pelas eliminatórias. Ele busca em um amistoso o exemplo de que a seleção brasileira sabe apresentar grande futebol diante de seus torcedores. No dia 19 de novembro do ano passado, a equipe verde-amarela fez 6 a 2 em Portugal, uma partida lembrada com carinho por Kaká.

– Depende da forma de ver a questão. É possível lembrar do jogo contra a Bolívia, mas eu também lembro da vitória sobre Portugal, um resultado convincente contra uma grande seleção – observou o jogador.

A seleção brasileira treinou nesta segunda-feira no complexo esportivo da PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul). Nesta terça, à tarde, os atletas voltam a trabalhar, desta vez no Beira-Rio.

Leia a reportagem de Alexandre Alliatti e Thiago Lavinas, do Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "“Vencer é obrigação”"