Náutico sua, mas goleia o Cabense

[gmc 972880] Depois de sofrer na primeira etapa, o Náutico conseguiu golear o Cabense no Gileno de Carli, pela partida de abertura do segundo turno do Campeonato Pernambucano. O time da casa pressionou enquanto pôde, mas o Timbu mostrou poder de reação na segunda etapa para transformar a vitória fora de casa em goleada. Gilmar, duas vezes, Carlinhos Bala e Adriano Magrão marcaram os gols  e garantiram a folia alvirrubra na noite desta Quarta-Feira de Cinzas. Eduardinho descontou para o Cabense. Com o resultado, o Náutico soma seus primeiros pontos no returno do Estadual.

Em seu próximo compromisso pelo Estadual, o Náutico recebe o Serrano nos Aflitos. O Cabense joga fora de casa, contra o Ypiranga. Ambas as partidas acontecem no domingo, dia 8 de março. Antes disso, o Timbu faz sua estreia na Copa do Brasil, contra o Moto Clube, na próxima quarta-feira

Timbu começa mal, mas abre o placar

Mesmo sem ser melhor em campo durante a primeira etapa, o Náutico conseguiu descer par os vestiários, no intervalo da partida, com a vantagem parcial de 1 a 0. Jogando em casa, o Cabense começou o jogo pressionando o Timbu. Os primeiros minutos de bola rolando foram disputados, principalmente no campo de defesa alvirrubro. Logo aos quatro, Eduardo fez sua primeira boa defesa, afastando o chute de Novito.

O time da casa seguiu no ataque e as chances de gol continuaram a aparecer. Aos oito minutos, Fabinho Recife chegou perto de marcar, mas a certou a rede pelo lado de fora. Sempre perigoso, o meia Coringa teve sua primeira oportunidade em cobrança de falta, mas foi aos 19 minutos do primeiro tempo que o goleiro Eduardo impediu o gol certo do jogador do Cabense. O arqueiro alvirrubro apareceu bem para cortar o cruzamento que ia na direção de Coringa.

Ibson encontra a bola… no fundo do gol

Enquanto isso, o goleiro Ibson seguia sem tocar na bola. E foi sem mudar isso que ele sofreu o primeiro gol. Em cruzamento preciso do improvisado na lateral esquerda Carlinhos, Gilmar apareceu bem, no meio da marcação, para cabecear no contrapé do goleiro do Cabense. Ibson não pôde fazer nada, a não ser recolher a bola do fundo das redes.

A desvantagem no placar fez o Cabense se lançar ao ataque com mais jogadores, o que facilitou os contra-ataques do Timbu. Os erros de passe na trama das jogadas ofensivas, no entanto, atrapalharam o caminho alvirrubro para o segundo gol. Do outro lado do campo, o goleiro Eduardo seguiu sendo exigido, mas trabalhou bem para garantir a vitória parcial do Náutico.

Timbu volta melhor, mas sofre o empate

O Náutico voltou do intervalo disposto a mostrar que não iria aceitar a pressão do Cabense do mesmo modo que na primeira etapa. O primeiro chute a gol do segundo tempo foi de Adriano Magrão, logo aos dois minutos. O Timbu voltou a assustar com Carlinhos Bala em duas perigosas cobranças de falta. Aos seis, o meia alvirrubro errou o alvo por muito pouco, e, aos 11 minutos, foi a vez do goleiro Ibson brilhar e espalmar a bola que tinha endereço certo.

Aos poucos, o time da casa passou a encaixar seus contra-ataques e voltar a levar perigo ao gol do goleiro Eduardo. E o empate não demorou a acontecer. Em boa trama de ataque. Eduardinho aproveitou a bobeira do zagueiro Nunes, dominou dentro da área do Timbu, deixou Asprilla de joelho e chutou cruzado e rasteiro para deixar tudo igual no placar. O arqueiro alvirrubro não teve chance de defesa.

Timbu mostra seu poder de reação

No lance seguinte, o Náutico respondeu. Gilmar chutou, mas Ibson defendeu. E o goleiro do Cabense voltou a mostrar qualidade. Aos 25 minutos, Adriano Magrão teve chance clara e o arqueiro conseguiu a defesa. Dois minutos depois, Juliano tentou de cabeça e Ibson defendeu novamente. O arqueiro só não conseguiu evitar o gol de pênalti de Carlinhos Bala.

Juliano foi derrubado por Alexandre na área e o árbitro marcou pênalti. Carlinhos Bala bateu com categoria e recolocou o Timbu na frente aos 31 minutos do segundo tempo. E o Cabense acusou o golpe. Três minutos depois, foi a vez de Adriano Magrão marcar o seu. Em excelente jogada do meia Dinda, que entrou no lugar de Ângelo, o atacante alvirrubro teve apenas o trabalho de tocar para o gol.

Em melhores condições físicas, o Náutico não teve dificuldade para administrar a vantagem. E ainda teve tempo para ampliar e transformar a vitória em goleada. Aos 42 minutos do segundo tempo, Dinda fez boa jogada com Carlinhos Bala, que entregou para Gilmar marcar seu segundo gol no jogo, sacramentando a vitória do Timbu por 4 a 1 no Gileno de Carli.

Leia mais no Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Náutico sua, mas goleia o Cabense"