Jackson não quer ser chamado de vovô

Com 35 anos e artilheiro do Campeonato Baiano, com três gols, o atacante maranhense Jackson, do Vitória, não anda muito contente com o apelido que ganhou. Depois de marcar três vezes contra o Poções e ser escolhido o craque da partida, o jogador foi destaque do programa Globo Esporte da TV Globo, mas não gostou de ter sido chamado de vovô.

– Eu não gosto de ver as pessoas me chamando de vovô. Passo com meus filhos na rua e os torcedores me chamando assim. Eu não gostaria que as crianças que me encontrassem na rua me chamem assim – disse o jogador em entrevista ao site oficial do Vitória.

Depois de provar que idade não é problema para ele, o mais experiente jogador do Leão fez um pedido para toda a imprensa e espera que esse apelido seja esquecido.

– Nenhum preconceito, mas ainda não sou vovô. Aos 35 anos sei que ainda posso jogar muito – concluiu o matador.

Leia mais no Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Jackson não quer ser chamado de vovô"