Você lembra?

goleiro.jpgO dia 27 de julho de 2005 vai ficar marcado para sempre na memória do goleiro Elinton. Nesta data, ele vestia a camisa 1 do Vasco na goleada de 7 a 2 que o time sofreu para o Atlético-PR, na Arena da Baixada, pelo Campeonato Brasileiro daquela temporada. Pouco mais de três anos depois, o fantasma dos sete gols já não assusta mais. Elinton virou ídolo no Rapid Bucareste, da Romênia, e passou a ser chamado de Andrade.

– O meu nome era muito difícil para os romenos falarem. Eles começaram a me chamar de Andrade, que é o meu último nome, e agora eu sou conhecido desta forma – explica o goleiro, que joga com a camisa 99 no Rapid.

Mas os primeiros momentos depois da goleada por 7 a 2 ainda são lembrados pelo goleiro. Elinton acredita que não se queimou naquela partida e que muitas defesas que estão no seu DVD foram tiradas daquele confronto.

– Não me queimei nesse jogo. Era para ter sido de 15. Eu fiz boas defesas e a maioria delas está no meu DVD. É horrível sair de campo com sete gols na cabeça, mas todo mundo errou naquele dia. O time estava horroroso, e o que o Renato Gaúcho falou depois do jogo eu concordo. Qualquer um faria gol, inclusive uma mulher grávida. Nada dava certo. – afirma Elinton, que continua:

– Não parava de escutar zoações sobre essa goleada. Fui jogar no Moto Club, do Maranhão, e lá também ficavam falando sobre isso. Mas só os guerreiros sobrevivem, e eu sobrevivi. Minha vida sempre foi assim. Muitos goleiros já tomaram vários gols. Marcos e Julio César, os dois contra o Vitória, já passaram por isso.

Com 29 anos, o goleiro está há um ano e cinco meses na Romênia. Na temporada passada, o time terminou em terceiro lugar, com o Cluj sendo campeão. Elinton disputou 15 jogos como titular e barrou o titular da seleção romena, Danuti Comam, durante a competição. Na atual temporada, com o fim do primeiro turno, o Rapid está em quinto lugar, a sete pontos do líder.

– Fui eleito o melhor goleiro do primeiro turno e foi uma surpresa. Estou fazendo um bom trabalho, mas não esperava todo esse reconhecimento tão cedo. Já dou autógrafo quando saio nas ruas e isso para um profissional é bom demais. Tenho contrato ate 2011 e estou acostumado com a Romênia. Já falo um pouco a língua deles e aprendi no dia a dia, sem aulas ou professores. Leio jornais e sites sobre as notícias do clube. As minhas primeiras palavras foram sai time, volta time e adianta, para orientar a defesa – diz o goleiro.

A adaptação de Elinton, ou Andrade, na Romênia foi facilitada pelo fato de o time contar com muitos jogadores que falam a língua portuguesa.

– Tenho como companheiros de time o Cláudio Pitbull, o Júlio César, ex-Fluminense, Juliano, ex-Paulista de Jundiaí, Daniel Paulista, ex-Sport, e mais três jogadores portugueses além do treinador. Assim fica fácil se comunicar dentro e fora de campo.

Leia mais no Globoesporte.com

4 comentários para "Você lembra?"

  • motense

    Este tal de Elinton ou Andrade, como queiram chamar, é o maior frangueiro que já passaou pelo MOTO, inclusive ele foi um dos principais responsáveis pela perda do primeiro turno da Taça Cidade de 2007 para o Imperatriz, quando deu aquele gol no primeiro tempo ao colocar de mão beijada no pé do jogador jacaré do Imperatriz. Por tudo isso, a torcida motense não tem nenhuma felicidade eu saber que este rapaz jogou no MOTO, que me diga o Presidente da época(Carlos Henrique Paixão),que com a perda da vaga para a Série C teve que renunciar a presidência do PAPÃO.

  • genilson

    Zeca, dá pra perceer que nosso futebol já não está num nível tão baixo assim. Esse goleiro Elinton, pelo moto, mostrou que realmente é muito fraco e andou até tomando alguns “perus” por aqui. Esse futebolzinho da Romenia é muito fraco mesmo….

  • Motense Fiel

    Esse goleiro paquito foi o pior que já vestiu a camisa do Moto. Esse maluco deveria ser assitente de palco do Sérgio Malandro.

  • motense de olho

    Esse goleiro é uma palhaçada. Não porque levou sete gols de não sei quem, ma realmente por ser um dos piores goleiros que já passou pelo Moto!
    Pelo visto na Romênia tá muito fácil…