Jogo aberto

Definitivamente os clubes e a Federação não sabem o que estão fazendo. Ficou claro ontem, durante a festa de premiação dos melhores do ano realizada pela Associação do Cronistas e Locutores esportivos – Aclem que eles não observaram que o número de jogos na próxima temporada será maior do que este ano. O número subiu de 104 para 134 jogos. Resultado: alguns clubes já procuraram o presidente da FMF e querem outra reunião para mudar o que foi acertado na segunda-feira.

Rebaixamento

Outro ponto polêmico da fórmula de disputa do Campeonato Maranhense 2009 diz rspeito ao rebaixamento. As duas equipes rebaixadas serão definidas ainda no 1º turno. As duas equipes sequer terão a oportunidade de disputar a segunda metade da competição.

Valorizado

O preparador físico Arlindo Azevedo está mesmo disposto a aceitar a proposta que recebeu do Sampaio. Ele aguardará até o próximo sábado a definição sobre a nova diretoria do Moto. O técnico/preparador físico campeão maranhense pelo Moto também tem uma proposta do MAC.

Confirmado

O presidente Alberto Ferreira confirmou que Francisco Ramos, o ‘Chicão’ será mesmo o diretor de futebol da FMF. Alberto disse que a Federação colocará um assessor remunerado que trabalhará com Chicão. É este assesor quem vai fazer tudo no departamento técnico. Fica evidente que Chicão não tem tempo mais para o futebol. O presidente da FMF descartou a ida de Evandro Marques. Segundo ele, Evandro ainda é bastante útil aos times de futebol.

Arbitragem

Ainda segundo Alberto Ferreira, a Comissão de Arbitragem que era dirigida interinamente por Chicão será conduzida em 2009 pelos árbitros Lucas Lindoso e Geraldo de Jesus.

Ausências

Apenas dois jogadores escolhidos pela Aclem na Seleção do Ano estiveram presentes na festa da premiação dos cronistas esportivos. A maioria viajou para curtir as férias com a família. Fica a sugestão: a festa deve ser feita imediatamente após o término da competição. Mas teve muita gente que está em São Luís que não deu a mínima para a festa da imprensa.

Homenagens

Os radialistas Deny Cabral e Albino Soeiro foram homenageados ontem durante a premiação da Aclem. Tive a oportunidade de entregar uma placa ao filho do Deny, o Diogo Cabral. Albino Soeiro recebeu a homenagem das mãos dos colegas de imprensa que compareceram ao local da cerimônia. Também foram homenageados pela Aclem os radialistas Silva Diniz e Jámenes Calado.

Falhou

Pelo menos dois nomes foram esquecidos e bem que poderiam ter sido homenageados ontem pela Aclem. O empresário Nélson Frota teve papel fundamental na conquista do título de campeão maranhense pelo Moto. Foi tão importante que a sua saída pode levar o clube a parar na temporada 2009. No Sampaio, o diretor de patrimônio Luís Fernando Cadilhe chegou para ficar. O rapaz contribuiu muito com a atual administração. É de gente assim que o futebol maranhense precisa. Valeu Frota, valeu Luís Fernando.

4 comentários para "Jogo aberto"

  • flu

    CHICÃOO NAO TEM E NUNCA VAI TER TEMPO, POIS O MESMO TEM QUE TIRAR SUA SONECA DA TARDE E ADMINISTRAR SEUS INÚMEROS PONTOS COMERCIAS, ETC ETC… AS VERDADES VIRAO A TONA E ALBERTO FICARÁ SOLTEIRO É SÓ ESPERAR PRA VER!

    RESPOSTA: Você tem toda razão. Chicão não quer mais. Alberto insiste. Para piorar as coisas ainda vai colocar uma pessoa para fazer o serviço que seria do Chicão.

  • Roberval pereira

    É verdade Zeca, o NF e o LFC são dois nomes de fundamental importância para o atual momento do futebol maranhense.
    Seria um justa homenagem!

    RESPOSTA: Foi um grande equívoco.

  • Saulo

    Não acho que Nélson Frota devesse ser homenageado, afinal, pegou o Moto na 3 divisão e entregou p torcida na 4ª.

    Abandonou o clube mesmo antes de seu mandato terminar e quase fez com q o Papão perdesse o estadual ao anunciar sua saída no meio do campeonato, demitindo meio time.

    Não deixou nenhum ganho estrutural para o clube e ainda levou consigo a perspectiva de um bom ano de 2009.

    Já o Luis Fernando mostrou que o futebol maranhense precisa mesmo é de sangue novo, com idéias novas e vontade de trabalhar. Conheci seu trabalho e pude ver que o Sampaio vai crescer bastante com sua administração.

    RESPOSTA: O Moto não estava na Série C não Saulo. O Moto nem se classificou na Taça Cidade. Acho que as injustiças precisam ser corrigidas sim e o Nélson é importante para o Moto.

  • Saulo

    Zeca, O moto não estava na Série C, mas tinha plenas chances de chegar lá, pois precisava, tão somente conquistar uma das duas vagas do estado pra competição. Hoje estamos na Série D. No meu ponto de vista, esse ano de 2008 foi um retrocesso na hst do Papão.

    RESPOSTA: Saulo, esta também é a minha sensação de momento.