Náutico começa a definir futuro

Depois de uma semana de especulações sobre quem sai e quem fica no Náutico para o ano de 2009, a diretoria alvirrubra e o técnico Roberto Fernandes se reunirão hoje para tratar sobre o futuro do elenco timbu na próxima temporada.

Embora ainda não fale concretamente sobre os nomes de alguns possíveis reforços, a expectativa dos cartolas do clube é de ter já uma equipe totalmente formada e fechada até o dia 26 de dezembro, dia da reapresentação dos atletas, nos Aflitos.

Segundo o vice-presidente de futebol do clube, Ricardo Valois, a partir desta conversa será possível negociar com os atletas que interessarem à cúpula alvirrubra. “Hojevamos ter uma conversa com Roberto (Fernandes) para tratar do assunto elenco.

Fora Everaldo, já fora, e Felipe, que apresentamos uma proposta, ficamos de sentar e ver o que nós queremos. Não é só o clube, o atleta também tem que querer”, definiu Valois.

Com planejamento sendo a palavra-chave na boca da comissão técnica e diretores alvirrubros, a principal preocupação será evitar o grande rodízio de atletas que vinha sendo comum nos últimos anos. Como o Náutico obtinha a menor cota televisiva dentre os clubes da Primeira Divisão, a única saída encontrada era apostar em alguns jogadores desconhecidos.

Alguns deram certo, como o uruguaio Acosta, atualmente no Corinthians, e o volante Elicarlos, do Cruzeiro, em 2007, e neste ano os colorados Wellington, Derley e Titi – estes dois últimos já confirmados no elenco para o próximo ano.

Segundo Ricardo Valois, com uma cota maior a ser recebida no ano que vem, abre-se uma possibilidade maior de ser mais criterioso na hora de fazer as aquisições. “Queremos fazer uma equipe forte e para o ano todo de uma vez.

Por isso, vamos ter critérios para essas contratações. Se apostava muito por conta das nossas limitações. Tendo um recurso melhor, podemos ir em um jogador que já sabemos que a probabilidade dele vir e dar certo é bem maior”, disse Valois, para depois alertar: “Mas, às vezes, vem um jogador de qualidade e ele não se encaixa”.

Quanto a um recente rumor que surgiu de que o volante Hamilton, dispensado pelo clube há uma semana por não ter viajando junto com a delegação para a partida contra o Santos, havia sido “perdoado” pela diretoria alvirrubra e poderia voltar aos Aflitos, Ricardo Valois disse não sabe de nada sobre essa informação. “Não estou sabendo nada disso”, esclareceu.

Outra especulação foi acerca do nome de Everton, ex-volante do Sport. Novamente, Valois disse não ter conhecimento da informação. “Não sei como saiu isso. Ele é um jogador interessante, determinado. Não tínhamos pensado nisso, pode ser que venha a interessar”, completou.

Fonte: Futebol Nordeste, com informações da Folhape

Seja o primeiro à comentar em "Náutico começa a definir futuro"