STJD pode mudar resultado de jogo na Série C

O resultado dentro de campo foi de 2 a 2. Mas o empate entre Rio Branco-AC e Duque de Caxias-RJ, na noite desta quarta-feira, na Arena da Floresta, em Rio Branco, pela segunda rodada do octogonal final do Campeonato Brasileiro da Série C, pode ganhar um novo desfecho no “tapetão”. Isso se o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) for fazer valer o que manda o  Regulamento Geral das Competições.

De acordo com o Artigo 33 (Parágrafo 3º) do Regulamento, um time que ficar com menos de sete jogadores em campo perderá os pontos do jogo – isso se tiver vencido ou empatado – e será considerado perdedor por 3 a 0. No caso específico do duelo entre Rio Branco e Duque, a equipe fluminense perderia o ponto somado e os acreanos ganhariam dois, tendo em vista que seriam considerados os vencedores.  Na partida entre as duas equipes, o árbitro Rosinildo Galdino da Silva foi obrigado a encerrar o jogo aos 38 minutos do segundo tempo. Isso porque o Duque teve três jogadores expulsos no decorrer do jogo – Renatinho, Douglas Silva e Tica – e, após a terceira expulsão, o atacante Edvaldo e o goleiro Ronaldo fizeram o famoso “cai-cai” e simularam contusões.

Nos próximos dias, os dirigentes do Estrelão devem encaminhar ao STJD uma denúncia contra a atitude dos visitantes. E ficará a cargo a definição do vencedor do confronto. Se a decisão for favorável à equipe acreana, esta passaria a ter três pontos, assim como Duque. 

Confira o que diz o Artigo 33 do Regulamento Geral das Competições:

Artigo 33 – Nenhuma partida poderá ser disputada com menos de sete atletas por qusiquer dos clubes disputantes.

Parágrafo 3º – Se uma partida teve início e uma das equipes ficar reduzida a menos de sete atletas, perderá ela os pontos para a adversária; o resultado da partida será mantido se, no momento do encerramento, a equipe adversária estiver vencendo a partida; caso contrário, o resultado será de 3 x 0 (três a zero) para equipe adversária. 

Agência Futebol Interior

5 comentários para "STJD pode mudar resultado de jogo na Série C"

  • ze carlos

    TUDO É CULPA DA CBF QUE TEIMA EM ESCALAR ÁRBITRO DA REGIÃO NORTE NOS JOGOS DO RIO BRANCO, DESTA VEZ FOI O DE RORAIMA, COMO ACONTECEU EM 2007 CONTRA O SAMPAIO, AMARELA TODA A DEFESA, ENGESSA OS BANDEIRINHAS E QUANDO O JOGO ESTAR DIFÍCIL COMEÇA A DÁ O SEGUNDO AMARELO E EXPULSA.

    O GOVERNO DO ACRE TEM O PROJETO DE SUBIR O RIO BRANCO A QUALQUER CUSTO, DÁ PARA IMAGINAR O RESTANTE!!

  • motense

    A verdade é que, fora o Guarani-SP, só tem timinho nessa reta final de série C, moleza que os times daqui não souberam aproveitar.

  • Washington-DF

    CBF APROVA FÓMULA DAS SÉRIE “C” E “D”.

    A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já divulgou o calendário da temporada 2009, com as datas do Campeonato Brasileiro Séries C e D, divisões que os clubes maranhenses disputarão. A novata Série D será bastante enxuta, com apenas 18 datas, enquanto a reformulada Série C terá menos datas do que o esperado, 24 datas e não 38. O clube maranhense que disputará a Série D será o campeão do Campeonato Maranhense. O Moto já venceu o primeiro turno e aguarda o vencedor do segundo para disputar a vaga. Já a vaga para Série C é do Sampaio Corrêa, que fez boa campanha este ano e conseguiu a classificação para a competição em 2009. Todos as partidas, tanto da Série C quanto da Série D, serão aos domingos.

    A Série D inicia de 5 de julho e vai até 15 de novembro. A fórmula de disputa não foi divulgada ainda, mas como terá 40 clubes e apenas 18 datas, O Imparcial Online fez a divisão de partidas e chegou a quatro fases, sendo as duas primeiras de caráter classificatório e as duas seguintes, eliminatórias, semifinal e final.

    CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE D

    PRIMEIRA FASE (GRUPOS)

    40 clubes divididos em oito grupos. Cinco equipes disputam duas vagas em cada chave para avançar na competição. Nesta fase inicial oito datas devem ser utilizadas.

    SEGUNDA FASE (GRUPOS)

    16 clubes serão divididos em quatro grupos. Um de cada chave avança para a terceira fase. Nesta última fase de grupos, seis datas serão utilizadas, totalizando quatorze domingos até aqui. As equipes que avançarem já se preparam para o início do sistema mata-mata.

    TERCEIRA FASE (SEMIFINAL)

    É aqui que o clube maranhense, caso consiga chegar nesta fase, provará novamente a emoção de um mata-mata em um Campeonato Brasileiro. Nesta primeira eliminatória, duas datas serão usadas. Quatro equipes jogarão, cada um com o seu adversário, em sistema de ida e volta. Quem avançar para fase seguinte deve considerar-se na Série C da próxima temporada, haja vista que o acesso e o descenso de uma divisão para outra é dada pela classificação dos quatro melhores e dos quatro piores, respectivamente. 16 datas são somadas nesta fase.

    QUARTA FASE (FINAL)

    Por fim, as duas melhores equipes estarão aqui, disputando a grande final. Jogando duas partidas, totalizam as 18 datas, que a CBF disponibilizou para a competição. O último jogo será no dia 15 de novembro. Sem mistérios, o confronto somará os resultados das duas partidas e indicará o grande campeão do primeiro Campeonato Brasileiro Série D. Nesta competição não há rebaixamento, nem garantia de permanência, pois os times são indicados a cada ano por índice técnico de suas federações e mais quatro que caem da Série C.

    CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE C

    Já a Série C tem 20 clubes e 24 datas. Inicia no dia 24 de maio e termina em 22 de novembro. O Sampaio é o representante maranhense na competição.

    PRIMEIRA FASE (GRUPOS)

    20 clubes divididos em quatro grupos. Cinco equipes em cada chave jogam contra seus respectivos adversários em sistema de ida e volta, utilizando oito datas. Os dois melhores de cada grupo avançam e formam um octogonal.

    SEGUNDA FASE (OCTOGONAL)

    Oito clubes em um grupo único. O octogonal, que ficou popular na atual Série C, sai da fase final e fica como segunda fase. Jogando em ida e volta, somente dois classificam-se e vão para a grande final. Ainda pelo octogonal é possível observar que 14 datas foram usadas, totalizando 22. Além dos dois que avançarem para final, o terceiro e o quarto desta fase devem comemorar também, pois estarão na zona de classificação para o acesso à Série B. Em contrapartida, os quatro piores estarão automaticamente rebaixados para a Série D.

    TERCEIRA FASE (FINAL)

    As duas melhores equipes estarão aqui. Jogando em ida e volta, soma-se os resultados das duas partidas para se conhecer o grande campeão. A final, com duas partidas, soma as 24 datas divulgadas pela CBF.

    OUTRAS COMPETIÇÕES

    COPA DO BRASIL

    A Copa do Brasil começa dia 1 de fevereiro e termina em 14 de julho. Somente o Moto já tem vaga garantida na competição, pois venceu o primeiro turno. Outro maranhense, o campeão do segundo turno, será o segundo representante. 14 datas estão disponíveis para a competição, que será jogada somente nas quartas-feiras.

    ESTADUAIS

    Segundo a CBF, o Campeonato Maranhense, assim como os demais do país, deve começar dia 21 de janeiro e terminar, no máximo, dia 3 de maio. 23 datas para a Federção Maranhense de Futebol (FMF) organizar o campeonato, que por ser estadual, não deve ser jogado somente as quartas e aos domingos, mas sim, às segundas, as quintas e quem sabe aos domingos, como manda a “tradição”.

  • genilson

    E agora moRtenses ? É melhor pra vocês que o Sampaio seja o campeão maranhense. Caso contrário, vocês correm o sério risco de ficar de fora até da série D. Chorem meninas……

  • motense

    Uma coisa é aprovar fórmula, outra é tirar isso do papel. Justiça neles! Hahahahahahahah Santa Cruz e Remo de fora? Duvido!