Flu empata com o Goiás, mas martírio continua

fluminense011008.jpgAinda não foi desta vez que o Fluminense deixou a zona de rebaixamento do Brasileirão. Jogando com um a mais praticamente todo o segundo tempo, o Tricolor apenas empatou com o Goiás, por 1 a 1, na noite desta quarta-feira, no Maracanã. O time carioca pressionou o segundo tempo inteiro, criou boas jogadas, mas não teve capacidade para fazer o gol da virada.

O resultado fez com que o Flu deixasse a lanterna da competição, mas o fantasma do rebaixamento ainda assusta após 28 rodadas. O time chegou aos 27 pontos e deixou o Vasco em último lugar a tabela de classificação, com 26. O Goiás continua na sua campanha de recuperação, com boas chances de alcançar uma vaga na Libertadores do ano que vem, chega aos 43 pontos e passa o Botafogo no número de gols marcados.

Na próxima rodada, o Fluminense vai a Curitiba enfrentar o Atlético-PR, dia 11, às 18h20, na Arena da Baixada. Já o Goiás recebe o Internacional, na mesma data e na mesma hora, no Serra Dourada.

Partida sob forte temporal

Debaixo de muita chuva, Fluminense e Goiás começaram o primeiro tempo estudando um ao outro. Logo no primeiro minuto, Maicon desceu pela direita e fez o cruzamento para área. Washington pulou, mas não alcançou a bola. No ataque seguinte, o time goiano assustou Fernando Henrique. Fernando chutou de fora da área e carimbou a trave esquerda do goleiro tricolor.

Sem encontrar espaços na defesa do Goiás, o Flu não conseguia armar jogadas de perigo e só dava chutões para o alto. Os goianos se fechavam na defesa e exploravam os contra-ataques. E foi numa dessas saídas rápidas que os visitantes fizeram o primeiro gol. Aos 18, Iarley girou em cima de Romeu e cruzou rasteiro. O lateral-direito Vitor entrou por trás da defesa e chutou para o gol vazio, abrindo o placar.

Em desvantagem, o Fluminense passou a atacar mais e chegou perto do empate aos 22 minutos. Washington cobrou falta frontal, quase em cima da linha da grande área, sob o travessão. De tanto ficar em cima, o time tricolor chegou ao gol à igualdade.

Aos 36, Conca cobrou falta pelo lado direito. A bola passou por todo mundo dentro da área, quase foi tocada por Romeu, e acabou entrando no canto direito do goleiro Harlei. Quatro minutos depois, o Flu teve a chance de virar: Carlinhos avançou rapidamente pela direta e cruzou rasteiro. A bola passou por Washington, Ciel conseguiu a finalização, mas mandou para fora.

Os últimos cinco minutos do primeiro tempo foram marcados por expulsões. O volante Frédson, que tinha entrado um minuto antes no lugar do lesionado Ramalho, deu um carrinho violento em Junior César e recebeu o cartão vermelho. Aos 45, Maicon tentou levar vantagem numa jogada colocando a mão na bola e recebeu o cartão amarelo. Como era o segundo, acabou sendo expulso também.

Tricolor pressiona, mas empate persiste

O segundo tempo começou, e com ele apareceram os espaços dentro de campo, já que cada time teve um jogador expulso nos primeiros 45 minutos. E foi praticamente um jogo de ataque contra defesa. O Goiás se fechou, e o Fluminense não tinha capacidade de criar as jogadas para chegar ao segundo gol.

Aos 18, o volante Fernando facilitou as coisas para o time tricolor ao fazer uma falta por trás em Ciel e, como já tinha sido advertido, recebeu o cartão vermelho. Novamente com um a mais em campo, o Fluminense passou a levar mais perigo ao gol de Harlei. Aos 19, Conca cobrou falta, e a bola sobrou para Edcarlos, que chutou raspando a trave esquerda.

Aos 20, a pressão aumentou. Romeu fez boa jogada na entrada da área e chutou para defesa de Harlei. No minuto seguinte, Roger tentou surpreender o goleiro goiano e chutou de longa distância, sem acertar o alvo.

A bola continuava teimando em não entrar e, aos 25, a melhor chance de todas. Roger avançou pela direita e cruzou rasteiro. Livre de marcação e de frente para o goleiro Harlei, Ciel pegou embaixo da bola e chutou por cima do travessão, perdendo um gol inacreditável.

No fim da partida, o Flu pressionou o Goiás em seu campo de defesa e teve três chances para virar o placar. Mas Edcarlos, Conca e Alan desperdiçaram as oportunidades. Aos 45, Vitor ainda teve uma oportunidade para piorar ainda mais a situação dos cariocas na competição, mas Fernando Henrique fez um milagre e manteve o 1 a 1 no marcador.

Fonte: Globoesporte

Seja o primeiro à comentar em "Flu empata com o Goiás, mas martírio continua"