Cuca não é mais técnico do Fluminense

cuca021008.jpgPresença constante na zona de rebaixamento durante o Brasileirão, o Fluminense resolveu demitir mais um treinador nesta temporada. Depois de Renato Gaúcho, Cuca não resistiu a mais uma rodada na degola e deixou o cargo após reunião com a diretoria em hotel na Zona Sul do Rio.

O treinador chegou às Laranjeiras no dia 16 de agosto, dirigiu o clube por nove jogos com duas vitórias, cinco empates e duas derrotas, 12 gols pró e 11 contra. Na oportunidade, o Flu ocupava a 19ª colocação e continua exatamente na mesma posição com a possibilidade de ir para a lanterna ao fim da rodada, caso o Vasco empate ou vença o Figueirense no próximo sábado.

O preferido da diretoria para assumir o cargo é Alexandre Gallo, outro que, assim como Cuca já foi demitido de dois clubes. Enquanto o ex-treinador tinha passado por Botafogo e Santos, o pretendido dirigiu Atlético-MG e Figueirense no atual Campeonato Brasileiro. O nome do novo técnico deve sair ainda nesta quinta-feira.

– Eles decidiram me tirar. Por mim ficaria, mas agora não tem mais o que fazer. Vou sair quieto, do jeito que sempre fiz – lamenta.

No entanto, a diretoria do clube contradiz a versão do treinador, que garante não ter jogado a toalha. Segundo o coordenador de futebol Branco, a decisão pela saída do técnico foi feita em comum acordo entre todos.

– Foi uma decisão em comum entre diretoria, patrocinador e o próprio Cuca, que não pode ser considerado o único responsável pela campanha ruim. Porém, os resultados não estavam aparecendo e precisávamos mudar – diz Branco.

Cuca ainda vai às Laranjeiras nesta quinta-feira para se despedir dos jogadores.

Reportagem: Leandro Menezes, Globoesporte e foto: Agência O Globo

Seja o primeiro à comentar em "Cuca não é mais técnico do Fluminense"