Maranhão e Moto empatam e se complicam

Maranhão e Moto empataram por 1 a 1, neste domingo, no Estádio Nhozinho Santos, pelo 2º turno do Campeonato Maranhense. Beneficiado por Itinga e Imperatriz que, também tropeçaram, o Papão conseguiu se manter no G4, mas não depende só de si para garantir a classificação às semifinais do returno. Agora, o rubro-negro terá que vencer o superclássico contra o Sampaio na última rodada e ainda torcer por um tropeço do Santa Quitéria. Já o Maranhão também vai para o jogo do tudo ou nada contra o Bacabal. Se vencer, o time atleticano espanta de vez o “fantasma” da degola.

Misael abriu o marcador para o Moto aos 23 minutos do primeiro tempo e Robson empatou cinco minutos depois.

Com o resultado, o Moto continua na 4º colocação do returno, com 10 pontos ganhos. Já o Maranhão amarga a lanterna com apenas cinco. Na classificação geral, que define os dois times rebaixados para a segundona do Maranhense, o MAC é o 7º, com 19 pontos, duas posições acima do Santa Quitéria, primeiro da zona de rebaixamento, com 17 pontos.

O jogo

O Moto começou o primeiro tempo com uma postura mais ofensiva. Aproveitando-se da velocidade de Misael, o Papão chegava com maior facilidade ao gol atleticano. Aos 7 minutos, a primeira chance de gol. Diego Palhinha cobrou escanteio e quase marcou um gol olímpico, mas Raimundão afastou.

Aos 12 minutos, foi a vez de Misael assustar em jogada individual. O atacante passou fácil pelo zagueiro Diego e chutou forte rente à trave de Raimundão.

Com a falta de ritmo de Kélson, recém recuperado de lesão, e as fracas atuações de Cleiton e Carlos Lima, o lateral Rigo assumiu a criação do meio-campo rubro-negro. Aos 16 minutos, o lateral deu bom passe para Douglas, que chutou fraco pela linha de fundo. Aos 23 minutos, não teve jeito. Rigo interceptou passe errado do volante Beto e passou para Misael que chutou de “bico” para converter o primeiro do Papão.

O gol do Moto fez o Maranhão acordar. Precisando da vitória para fugir da zona de rebaixamento, o MAC começou a explorar a debilidade do meio-campo rubro-negro. Aos 28 minutos, após cruzamento da direita, a bola sobrou para o artilheiro Robson, que não perdoou e deixou tudo igual.

Com o empate, o Maranhão cresceu no jogo e passou a assustar nos contra-ataques. Aos 34 minutos, Robson recebeu passe e chutou forte para grande defesa do goleiro Beto. Aos 43, o MAC ainda teve uma última oportunidade de virar o jogo. Após cruzamento da direita, Jean Maranhense subiu sozinho e de cabeça, espantou o número 1 motense.

Segundo tempo

O Moto começou o segundo tempo “aparentemente” mais disposto a chegar a vitória. Logo com um minuto de jogo, o meia Diego Palhinha soltou uma bomba de fora da área, assustando o goleiro Raimundão. Após essa jogada, o Moto só voltaria a assustar aos 12 minutos, com Kélson. O jogador cobrou falta com perigo, mas a bola raspou a trave do goleiro atleticano.

Nos restante do 2º tempo, o jogo ficou equilibrado e ambas as equipes tiveram poucas chances de gol. Em busca da vitória a todo custo, os técnicos Sandow Feques e Arlindo Azevedo fizeram algumas substituições, que não surtiram efeito.  O atacante Palito entrou no lado do Moto e o meia-atacante Edgar no lado do Maranhão. No final do jogo, Edgar ainda teve a chance de marcar o gol da vitória, mas chutou mal confirmando o empate.

Fonte: Luís Victor Saldanha, Imirante.

t Definitions */ @font-face {font-family:Tahoma; panose-1:2 11 6 4 3 5 4 4 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:1627421319 -2147483648 8 0 66047 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:””; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:”Times New Roman”; mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;} @page Section1 {size:612.0pt 792.0pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:36.0pt; mso-footer-margin:36.0pt; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} –>

2 comentários para "Maranhão e Moto empatam e se complicam"

  • motense

    Rapaz, essa diretoria do Moto só pode estar de palhaçada com o torcedor. Esse Evandro Marques deve estar mais preocupado se o mac dele vai cair ou não. Brincadeira! ARLINDO É DE LASCAR! Até começou o jogo com uma formação boa, com Kelson e Diego Palhina no meio, tem que ser isso mesmo. Mas depois… O time precisando vencer pra continuar com chance no segundo turno e ele me tira Kelson, um dos melhores em campo, e coloca Gegê, que não era nem relacionado para o banco fazia tempo. Isso mesmo: Ele conseguiu ressuscitar essa peste que eu pensei estava fora dos planos do Moto. Depois, coloca Palito em campo, aí ferrou tudo. ÊTA PANELINHA DESGRAÇADA ESSA, GEGÊ, PALITO E ARLINDO AZEVEDO. BRINCADEIRA ISSO, depois querem que o torcedor volte para o estádio. Para quê? PelamordeDeus, Gegê não joga nem no meu time de pelada! ACORDA DIRETORIA, DO CONTRÁRIO O MOTO AINDA VAI PERDER ESSE CAMPEONATO QUASE GANHO POR CAUSA DA BURRICE OU TEIMOSIA DE VCS!

  • J Neto B

    Isso mesmo Motense, além do mais, gostaria de saber porque nem Deco nem Juninho foram para o banco de reservas, já que ambos estavam em ritmo de jogo e seriam os reservas lógicos para volante e meia em caso de necessidade. Alguém pode responder se eles estavam suspensos?